quinta-feira, 22 de junho de 2017

PM apreende adolescente acusado de tirar a vida de funcionário da empresa de gás em Pedreiras

 
A Polícia Militar do 19ª Batalhão, conduziu à Delegacia de Pedreiras (MA), na manhã desta quinta-feira (22), o terceiro menor suspeito de envolvimento no assassinato de Raimundo Nonato de Oliveira Santos, funcionário de uma empresa que explora gás natural em nossa região; o crime aconteceu na madrugada do último domingo, 18, na Rua Nestor Saldanha, próximo ao Geladão Bar, em Pedreiras.

Os outros dois menores conduzidos anteriormente, afirmam em depoimento que este último foi o autor do disparo que tirou a vida da vítima. Devido alguns informes o Serviço de Inteligência chegou até o endereço no Bairro do Diogo em Pedreiras, onde estava escondido o menor. Raimundo era natural de Capinzal do Norte e morava há três meses em Pedreiras. 

Participaram da Guarnição do Serviço Velado: Ten Neris e da Guarnição de Apoio: Cabo Penha e os Soldados Thomas e Arilton.

Confira no vídeo a entrevista do repórter Ricardo Farias com o menor apreendido.

9 comentários:

  1. Deixa o Bichim solto msm

    ResponderExcluir
  2. Adolescente não, bandido. merece morrer esse infeliz.

    ResponderExcluir
  3. Deixa esse fio de rapariga solto que uma hora eu passo por ele na madrugada

    ResponderExcluir
  4. Esse vagabundo que tanto os direitos humano proteje vai passar pouso tempo na cadeia, já o cidadão de bem um trabalhador que paga seus impostos foi condenado a uma prisão perpétua sem falar na dor que seus familiares estão passando.

    ResponderExcluir
  5. Esse adolescente merece um presente uma caixa de balinhas no meio da cara

    ResponderExcluir
  6. #bolsonaro2018 para presidente.
    Vai detonar esses safados vagabundo que tem nesse pais.

    ResponderExcluir
  7. Isso mesmo meu amigo. Bolsonaro 2018 é a única solução pra esse país.

    ResponderExcluir
  8. É de se esclarecer, contudo, que quem elucidou a autoria do crime e apreendeu os dois menores infratores, foi a Polícia Civil de Pedreiras. Sendo que, quando a polícia Civil chegou a residencia do terceiro adolescente, o mesmo empreendeu fuga. Ato seguinte, a Polícia Civil passou a informação para a PM, sobre a situação do terceiro adolescente envolvido no homicídio.

    ResponderExcluir