sexta-feira, 20 de abril de 2018

Áudios - Secretário de Administração de Lago Verde ameaça perseguir servidores


Marcos Lêra, secretário municipal de Administração de Lago Verde (MA), volta a protagonizar polêmica naquela cidade. Em vários áudios que o blog do Carlinhos teve acesso, ele se ‘estapeia’ com a servidora Rosilene, mais conhecida pelo apelido de “Professora Rosinha”, que trabalha na escola municipal Artur Linhares.

A mesma é pré-candidata a presidente do Simproesemma, sindicato que representa os profissionais de Educação daquele município.

Segundo áudios de autoria de Marcos Lêra, divulgados em grupos da rede social, ele afirma que a professora procurou a Regional de Educação de Bacabal (URE) para denunciar colegas e a gestão municipal. Lêra, também diz que por conta das denúncias, vai usar o cargo para perseguir servidores.

“Professora Rosinha, a senhora ganha muita coisa por denunciar os professores de Lago Verde, sobretudo a senhora que quer ser presidente do Sinproesemma; e pode contar pessoalmente comigo fazendo campanha contra a senhora no Simproesemma; eu terei o prazer de derrotar a senhora. Ganhou muita coisa denunciando funcionários na URE de Bacabal, parabéns para você, para quem quer ser presidente do Sinproesemma. Ótimo para senhora, a senhora ganha muito com isso, ganha muito perseguindo os outros, mas destar que eu vou ensinar como é que se persegue”, ameaça o secretário.

Ainda nos áudios, o secretário de Administração informa como será a perseguição contra servidores, porém,  acaba dando a entender que a Prefeitura sustenta funcionários fantasmas, inclusive, fora do Brasil.

“Já que todo mundo é denunciado, então todo mundo vai voltar a trabalhar; quem está fora do país vai ter que tirar licença... Não é para apertar todo mundo, então todo mundo vai ser apertado; quem nunca trabalhou no Artur Linhares vai ter que vigiar, vai ter que zelar, eu vou mostrar a força do poder agora para quem quer ver”, declarou o secretário.

Professora Rosinha respondeu ao secretário também através de áudio divulgado em grupos da rede social. Ela negou que tenha denunciado colegas e disse que vai orar para Deus punir o secretário pelas suas acusações sem fundamentos.

“Isso o que você está me acusando de ter ido a gerência para denunciar professores de Lago Verde, eu te digo de hoje por diante, esses dois joelhos dessa negrinha vão clamar por justiça de Deus, porque Ele vai fazer e você, Marcos , sentir na pele o que é a Mão de Deus em cima de uma injustiça, em cima de uma calúnia, de uma informação que você está fazendo comigo. Eu não vou dormir mais de noite, vou estar tomando a meu Deus para Ele fazer justiça contigo, quando estiver acontecendo as coisas ruins contigo, lembre-se o que eu estou falando para ti, quem está falando aqui é Professora Rosinha”, disse.

Essa discussão, recheada de ameaças e acusações é o principal assunto na cidade de Lago Verde, nas esquinas e nos grupos de whatsapp. O teor dos áudios pode também virar alvo do Ministério Público. 



Áudio de Marcos Lêra

Áudio da professora Rosinha 

Curiosamente, a Professora Rosinha apoiou a eleição do atual prefeito de Lago Verde, Dr. Francisco. Inclusive, o esposa da professora, foi candidato a vereador no grupo do atual prefeito. Por algum motivo, a professora e o governo municipal não estão falando a mesma língua. 

7 comentários:

  1. Esse Marquinho é um louco

    ResponderExcluir
  2. Cara, isso acontece d+ no serviço público. Infelizmente. E com servidores efetivos, na maioria das vezes. Pois são os únicos q ñ dão votos de "cabresto"

    ResponderExcluir
  3. Sabendo ele, que só restam pouco mais de 3 anos.

    ResponderExcluir
  4. Ainda falou das irregularidades q está acontecendo na cidade, pessoas recebendo sem exercendo suas funções

    ResponderExcluir
  5. ACHO É POUCO PRA QEM VOTOU NESEES LADRÃO, AGORA VCS SO TAO CONHENDO O QUE VCS PLANTARM , QANDO CHEGAR A ELEIÇÃO DE NOVO AINDA TEM UNS CARA DE PAU QUE VOTA NELES DE NOVO

    ResponderExcluir
  6. Lago verde ta igual lago açu na escola Terezinha de Jesus Vieira estava com quinze dias que nao tinha aula porque os professores ficaram com pena das criança estudando todos molhados e tiraram do dinheiro do caixa escola pra reformar o teto do colegio. O dinheiro da prefeitura o prefeito e so dizendo que a cidade esta no vermelho.esse bob esponja.

    ResponderExcluir