quarta-feira, 20 de junho de 2018

Projeto audacioso: Trizidela do Vale será o primeiro município maranhense a receber uma sede do Desmanchecar


A Desmanchecar é uma instituição social sem fins lucrativos criada no dia 01 de Agosto de 2006, nos termos dos parágrafos XVII e XVIII do Artigo 5º da Constituição da República do Brasil, e do artigo 16 do Decreto 678 de 06/11/1992, e das leis 9.790/99 e 10.406/06, e a partir do dia 05/08/2010, nos especializamos em dar suporte para empresas e prefeituras na efetivação da implantação da Lei 12.305 de 02/08/10, de resíduos sólidos que tornou-se um grande desafio não só para iniciativa privada, mas também para os entes públicos.

Um projeto audacioso que é só é possível encarar por quem de fato sabe os benefícios que ele visa e de que forma ele vem a somar com meio ambiente, além da geração de emprego e a renda tributaria para a localidade que abraça essa inciativa.

É por ter essa visão que o prefeito Fred Maia acredita que Trizidela do Vale pode ser também um município que contribuirá na geração de emprego e renda para a sua população, sendo o 2° município do Brasil e o primeiro do Maranhão responsável pelo reaproveitamento de 50% da recuperação de todo o aço oriundo de carros abandonados pelas ruas da cidade.
Continua...

Projeto de responsabilidade do INER Instituto Nacional Elogistica Reserva, em parceria com a ArcellorMittal, a maior siderúrgica do mundo que poderá gerar em Trizidela do Vale cerca de 150 empregos diretos e indiretos.

Para isso o município já disponibilizou uma área de 20.000 (vinte mil) metros quadrados para instalação da sede do Desmanchecar.

Com a chegada da empresa em Trizidela do Vale, o prefeito Fred Maia salientou que será um grande momento para o município, que produzirá o aço a partir de todo tipo de materiais ferroso e o mais importante dar oportunidade de emprego para quem precisa.
Assecom

5 comentários:

  1. Só vendo pra crê!

    ResponderExcluir
  2. Muito importante pro meio ambiente e pras famílias da cidade

    ResponderExcluir
  3. Esse prefeito quer e mídia, isso nunca vai pra frente.

    ResponderExcluir