quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Em depoimento, Sandro conta detalhes macabros do assassinato da adolescente Adriana em Pedreiras


De acordo com o depoimento de Sandro, a adolescente de 16 anos foi levada para um local ermo, asfixiada, clamou ao marido para parar antes de ser estuprada pelos dois e estrangulada
Adriana, vítima de feminicidio em Pedreiras 

O blog do Carlinhos teve acesso a informações sobre o depoimento do elemento identificado como “Sandro” prestado a policia civil de Pedreiras na manhã de quarta (5). Sandro confessou participação no assassinato de Adriana Santiago Gomes.  A jovem de 16 anos foi brutalmente morta na noite do dia 31.08, nas proximidades do lixão da cidade de Pedreiras.
Diouro, acusado de matar e estuprar a própria esposa 


Sandro, confessou participação no estupro e assassinato da jovem 
O corpo de Adriana foi encontrado em avançado estado de putrefação na manhã de quarta (5). A polícia prendeu dois homens suspeitos de cometer o assassinato: Sandro, marginal conhecido da polícia pela prática de roubos, consumo e tráfico de drogas e, Luzigleyson Sousa Nascimento, marido da vítima, conhecido pelo apelido de “Diouro.”

Os dois suspeitos foram presos no local do ‘achamento’ do corpo, conduzidos e interrogados pela delegada da mulher, Dra. Silvana Prazeres.

Em depoimento, Sandro confessou participação e deu detalhes do assassinato brutal que chocou os moradores de Pedreiras. Antes de ser estrangulada até a morte, Adriana foi abusada sexualmente pelos dois homens.

Entenda o caso.

Na sexta, dia 31.08, o casal, Diouro e Adriana, estavam numa pescaria no povoado Lago da Onça, onde mora uma irmã da vítima. No local, os dois tiveram uma discussão violenta. Diouro afirma que foi agredido pela companheira. "Ela me azunhou todo", disse. E voltou para casa sozinho, localizada nas proximidades do lixão de Pedreiras, prometendo buscar Adriana no dia seguinte. Ele foi jantar na casa de sua mãe e, ao retornar para casa, descobriu que sua companheira, Adriana, tinha regressado do povoado, tomou banho, se arrumou, inclusive usou maquiagem, e saiu sem seu consentimento. Ele foi atrás e disse em entrevista para o repórter Ribinha da FM que num estabelecimento alguém informou que sua mulher estiveram no local e tinha falado  “que ele não era o único homem do mundo.” Diouro reafirmou que continuou procurando a esposa, porém, nunca mais a encontrou.

Sandro

Em depoimento a delegada Silvana Prazeres, porém, Sandro afirmou que Diouro ofereceu dinheiro para ajudá-lo a matar a própria esposa. Sandro explicou que usaria o dinheiro para comprar drogas.  

Os dois homens encontraram Adriana, levaram-na para uma área localizada entre o Igarapé São Francisco e a estrada de acesso ao lixão de Pedreiras. No local, Sandro deu uma gravata em Adriana, asfixiando-a. Ela ainda suplicou a ele e ao marido para parar, porém, ele continuou enforcando e a jovem desmaiou.

Em seguida, arrastaram ela para trás de uns postes, tiraram a roupa da adolescente (vestido, calcinha...) e os dois a estupraram enquanto ela estava inconsciente. Após o abuso, Deouro disse para o comparsa: “Vamos terminar!” e estrangularam Adriana até que ele foi a óbito.
Neste local, à noite, atrás desses postes, a jovem foi morta  

Os dois homens deixaram o corpo sem roupa no local. Durante os cinco dias em que o corpo permaneceu abandonado no local, foi dilacerado por urubus. Os restos mortais que sobraram do corpo de Adriana foram examinados pelos peritos do IML de Timon e depois entregues à família. O corpo foi enterrado em um cemitério local, às 2h30 da madrugado de hoje, num cemitério local de Pedreiras.

Delegada Silvana interrogou Diouro por mais de três horas ontem à tarde. Ele negou as acusações de Sandro. Em depoimento, o marido acusou Sandro de cometer o assassinato sozinho, porque já vinha  assediando sua esposa há algum tempo. “Ele furou um buraco no banheiro para ver ela tomando banho”, disse.

A polícia civil trabalha no caso como crime de feminicídio. Diouro e Sandro estão presos na 14ª Delegacia Regional de Pedreiras e hoje serão encaminhados para o presidio regional de Pedreiras, local onde ficarão a disposição do poder judiciário.

Com informações de Ribinha da FM Cidade 
Mais 

Todos os detalhes do brutal assassinato da adolescente de 16 anos em Pedreiras

- Dois homens são conduzidos pela policia suspeitos de envolvimento no assassinato da jovem de 16 anos em Pedreiras
Um dos conduzidos é o marido da vítima

- Encontrado no lixão de Pedreiras o corpo da garota 16 que estava desaparecida desde a última sexta-feira

2 comentários:

  1. Esses vagabundos vão encontrar o que merecem no presídio.Tomara que apodrecao na cadeia,espero que coloquem eles na cela do negão da picona .

    ResponderExcluir