quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Acusado de matar idoso e obrigar mulher a desfilar nua por ruas de Pedreiras é absolvido no júri popular

Conselho de sentença considerou que o acusado foi o autor do delito, mas optou por colocá-lo em liberdade. Ministério Público vai recorrer
Luciano vai cumprir o restante da pena em liberdade - Foto Sandro Wagner
O Tribunal do Júri, no Fórum da Comarca de Pedreiras, resolveu absolver o mecânico Luciano Luan Santos Lopes (21 anos) por conta do homicídio do idoso Raimundo Amourão da Silva (78 anos) e pela tentativa de feminicídio de Thaylla Pathelly Pereira da Silva. 

Em um caso que teve repercussão nacional, Luciano flagrou a esposa Thaylla com Raimundo em um motel de Pedreiras e acabou matando o idoso e arrastando a esposa nua pelas ruas da cidade. O crime ocorreu em outubro de 2017.

Apesar de reconhecer que o acusado foi o autor do delito, o conselho de sentença optou por colocá-lo em liberdade. Com isso, Luciano irá cumprir mais 1 ano e 4 meses em regime aberto por conta dos crimes.
 
O Ministério Público já se manifestou e irá recorrer da decisão. A promotora do caso, Marina Carneiro, classificou a decisão do júri popular como uma “caixinha de surpresa”.

“A defesa alega insuficiência de prova. Olha, eu sempre digo que Tribunal do Júri é uma caixinha de surpresa, porque neste julgamento, o juiz da causa não é o Juiz de Direito, aquele que estudou as leis  e as regras. Hoje quem vai absolver ou condenar são os sete jurados que integram o Conselho de Sentença. O trabalho do Ministério Público e da Defesa é de apresentar para esse Conselho de Sentença as provas que foram produzidas, sejam provas técnicas, testemunhais e sustentar as teses de acusação e defesa. Então, nós nunca temos controle desse resultado ou sobre esse veredito, porque nós não sabemos o que se passa na cabeça dessas sete pessoas”, disse a promotora.

Promotora fala sobre o julgamento de Luciano 
O júri foi presidido pela juíza Larissa Tupinambá, titular da 3ª Vara da Comarca de Pedreiras.

 Confira o trecho final da sentença. 


Entenda o caso

No dia 05 de outubro de 2017, por volta das 10h30, Luciano Luan Santos Lopes, então com 20 anos, tomou conhecimento através de amigos que sua ex-companheira, Thaylla Pathelly Pereira da Silva estaria no “Motel do Inácio’, em Pedreiras, e foi ao local.

Ao invadir o quarto, Luciano flagrou Thaylla com o idoso Raimundo Amourão da Silva e passou a agredi-lo com socos e chutes, além de bater com a cabeça dele na parede, levando-o a morte.

Após matar o idoso de forma brutal, Luciano agarrou Thaylla pelos braços e a ‘arrastou’ por algumas ruas da cidade, completamente despida; no percurso ele continuou as agressões com socos na cabeça.

Após a chegada de populares, o autor abandonou a vítima e empreendeu fuga. Imediatamente a Polícia Civil de Pedreiras começou a realizar diligências no sentido de localizar e prender o autor do crime em flagrante delito.


O autor foi preso e autuado em flagrante delito na 14ª pelos crimes previstos nos art. 121, §2, IV e art. 129, §1, II e §10, todo do Código Penal Brasileiro c/c Lei Maria da Penha.

____________________________________

Nas redes sociais, a magistrada lamenta o resultado do júri popular, no caso de Luciano Luan. 


Mais 

Homem que assassinou idoso em motel vai a júri popular em Pedreiras

46 comentários:

  1. Dura Lex, sede Lex, isto é, a Lei é dura, mas é Lei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o comentário mais idiota que já li. Otário.

      Excluir
  2. Qual foi o resultado dos jurados? Quantos votos a favor a condenação é quantos para absolvição?

    ResponderExcluir
  3. Nessa historia só quem perdeu foi o idoso que perdeu a vida.

    ResponderExcluir
  4. A sociedade de Pedreiras mandou o recado- absolveu do homicidio qualificado do idoso e desclassificou da tentativa de feminicidio. Passou o recado que pode matar de pancada, bater, humilhar, arrastar nua pela rua e nada acontece. Falam da justiça e da polícia. A justiça manteve preso do dia do crime até agora. Hoje a comunidade de Pedreiras soltou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente. Isto comprova que os políticos são exatamente iguais ao povo que representam.

      Excluir
  5. É triste um crime Bárbaro desse mais uma tentativa de feminicidio vai preso é vai para o júri popular e vai absorvido agora Ele está souto vai usar Drogas denovo e cometer mais crime agora pra quem votou a favor da liberdade desse elento você pode ser a próxima vítima então pega ele leva para a casa de vocês

    ResponderExcluir
  6. Parabéns ao advogado e um gênio

    ResponderExcluir
  7. Lamentável isso uma vergonha

    ResponderExcluir
  8. Pois juri sabe mesmo aplicar a lei..eu fico triste pq ele matou o idoso o certo era ele ter pego era ela .pq ela que culpada de tudo isso

    ResponderExcluir
  9. Geraldo Guimarães8 de novembro de 2018 07:22

    Bem sendo assim podem sair matando por ai espantando que não da nada mesmo .
    Bem sendo assim pedreirences podem matar a vontade por ai não da nada mesmo uma vergonha isso.Estou indignado devem ter trazido essas sete pessoas lá da cadeia pra decidir o veredito

    ResponderExcluir
  10. Uma vergonha mesmo. O idoso não tinha culpa de nada,era só ele larga ela e viver a vida dele não ter matado um senhor assim.

    ResponderExcluir
  11. Falta de provas? Como assim?

    ResponderExcluir
  12. Lamentável e vergonhoso

    ResponderExcluir
  13. Pouca vergonha o que esse júri fez deixa um assacino solto o pior é que estamos no Brasil vale tudo

    ResponderExcluir
  14. Esse é o Brasil. Nossa como pode. Um cara mata um senhor. Depois obrigar a mulher desfilar despida pela rua. E ainda é absolvido. Aff. Da muita raiva. Recorra mesmo dra porquer isso está completamente errado. Quem garante se agora ele não vai querer se vingar da mulher. Air pronto. Fica assim mesmo porque já tomou gosto da cadeia. E pode imaginar .fui preso porquer matei um. Então vou mantar ela. Porquer rapidíssimo. Isso é uma injustiça.

    ResponderExcluir
  15. Palhaçada isso

    ResponderExcluir
  16. Palhaços ridículos. A justiça aplicando injustiça.
    Vai espera o que ele ir atrás da mulher e terminar o servico

    ResponderExcluir
  17. Kátia Cilene Nunes Teixeira8 de novembro de 2018 07:27

    Isso é um desatino, queria ver se fosse na familia deles

    ResponderExcluir
  18. Betiana Coelho Silva8 de novembro de 2018 07:28

    Sério. Esses juri entende de justiça. Parabéns pra eles. ELE só matou um senhor , nada de mais é normal ne .Não foi da família deles

    ResponderExcluir
  19. É.. porque esse senhorzinho não era o pai de nenhuma dessas pessoas que não estão nem ai com a dor alheia...

    ResponderExcluir
  20. Triste! Cada dia que passa fica difícil entender o ser humano.

    ResponderExcluir
  21. Melhor ele. Solto por que rapidinho ele acha que mesmo como ele

    ResponderExcluir
  22. Seria mais "justo" se a mulher pegasse uma cadeia no lugar dele.
    O cara tava trabalhando e ela sendo senvergonha nos motéis da cidade, nessas horas o cara faz besteira mesmo.
    Acredito q a justiça foi feita com esse rapaz, já com ela não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ele fizer isso com uma pessoa da tua familia vc vai continuar pensando assim

      Excluir
    2. Fran Vera, não cubro safadeza de ninguém, poderia ser ela minha vozinha, assim como não conheço ele e tô defendo ele.
      Se vc tá se doendo no mínimo vc deve fazer o mesmo

      Excluir
    3. Por isso q a media de duração de um casamento caiu de 20 pra 6 anos, tão dando muita moral pra mulher e elas tão aproveitado essas leis pra serem infiéis a seus maridos, e também aumentos os números de feminicidios, poucas mulheres respeitam seus maridos

      Excluir
    4. Clelson Monteiro não meu caro mais como posso ver vc tem uma filha e quando vc e pai ou mãe quando vc ver um caso assim ou parecido vc deve pensar se fosse minha filha como eu estaria pq filhos vc pode até bater coisas do tipo mais nunca aceitar que um desconhecido faça

      Excluir
    5. Fran Vera se ela tivesse em casa cuidando do almoço do cara , isso JAMAIS teria acontecido.

      Excluir
    6. Clelson Monteiro verdade mais nois não ninguém pra julgar não igual a essa Pessoa como vc falou mais não mim cabe julgar pois tenho filhos e nao queria passar por situação parecida

      Excluir
    7. Clelson Monteiro sou mulher mais odeio mulher vadia

      Excluir
    8. Clelson Monteiro verdade e vc errou quando sem mim conhecer ja foi dizendo que eu seria igual por ta defendendo so pra ficar mais claro eu criei quatro filhos sozinha trabalho 24 horas não dependo de homem gracas a deus nenhum deles puxou o pai que so queria saber de jogo e outras coisas errada bebidas mulheres sem responsabilidades nenhuma fiquei magoada com sua maneira de falar

      Excluir
    9. Cledson Monteiro o velho que ele matou teve culpa? Ja pensou se fosse seu pai?

      Excluir
    10. não sei se observou mas na minha colocação eu deixei claro q quem tinha q ir pra cadeia era ela pela morte do velho.
      Ele não a forçou a ir pra la.
      O rapaz se descontrolou e matou o velho por causa dela e só pra deixar claro meu pai já é falecido.

      Excluir
    11. Clelson Monteiro deixa de ser hipócrita. Nenhuma mulher é inferior a homem, é por existir pessoas doentes como você que esses casos continuam acontecendo. O homem pode sair por aí fazendo e acontecendo com quem bem entender e a mulher tem que ficar em casa cuidando do “almoço “ do indivíduo. Ambos não estavam mais juntos, e cada um é responsável por seus atos , justamente por ter o poder e o direito de fazer com ele o que bem entender! Ninguém tem o direito de agredir ou tirar a vida de alguém. Esse tipo de juízo e penitência cabe a Deus. E você com suas palavras esdrúxulas só desperta vergonha de pessoas quem tenham um pouco de sensatez diante do que você falou. Aguardo sua resposta, se é que vai responder esse comentário, agora eu lhe garanto que se você usar de algum termo ofensivo contra a minha pessoa, sentirá o peso da lei sobre você, pois elas não são migalhas não, são direitos que nos são devidos. Respeite todo ser humano independente de qualquer coisa, e respeite principalmente as mulheres, pois nos é que carregamos no nosso ventre cada novo componente da terra.

      Excluir
    12. ele não dava nada para ela porque tem homens que pensa que a mulher Vivi só de pica Então ela teve que se virar não era o motivo dele ter feito isso se ele fosse homem ele não tinha ido nem atrás agora é normal o homem trair homem pode tudo e a mulher não só porque é mulher feio o direito que um tem a mulher também têm já que o homem sabe que a mulher não presta por que convive com ela o homem acha que pode ter domínio sobre a mulher na verdade sem vergonha ou não homem não vive sem uma Olha que você tem três filha Não critique algum que você não sabe machista não gostei do seu comentário

      Excluir
    13. ele tem que pagar pelo crime,é ela tava também,a principal culpada da morte do idoso foi ela,os dois são culpados do que aconteceu!

      Excluir
    14. seu comentário acima,ela não vivi só de pica,pois me responda é agora ela solteira ela procurou um trabalho uma fachina ou coisa do tipo? não nê ,o que vejo é ela de festa em festa de bar em bar é agora me diga quem tá obrigado ela de trabalhar dignamente, essa mulher tinha que tá era presa junto com o ex parceiro dela!

      Excluir
    15. Michelly Braga palavras sábias parabéns 👏👏👏👏

      Excluir
  23. Vão trabalhar magô de vagabundo

    ResponderExcluir
  24. Infelizmente esse é o nosso Brasil! (Triste). Além da tentativa de feminicidio esse bandido tirou a vida de um idoso....Acrédito que essa lista de pessoas que compõem esse júri popular, precisa ser renovada urgentemente, tendo em vista que a nossa cidade costuma cometer esses absurdos, quando se trata de Juri popular. Agora só esperar o assassino cometer outro crime... Às pessoas que deram parecer favorável a esse criminoso."Tenho vergonha", mas parabenizo a Justiça, que apesar de lenta, deu uma resposta rápida para sociedade.

    ResponderExcluir
  25. Que injustiça!
    A Promotora não atuou devidamente.
    Por mais que a honra dele foi atingida, ele não tem o direito de tirar a vida de ninguém.
    A matéria abaixo mostra que a Promotora está equivocada na decisão. NÃO PODE MATAR, NEM PELA HONRA.

    ResponderExcluir
  26. Um trecho da matéria acima:
    artigo 121, §2° (lê-se ‘parágrafo segundo’), inciso II, que diz que matar alguém por motive fútil transforma o homicídio de simples (cuja a pena maxima é de 20 anos) em qualificado (cuja pena máxima é 30 anos).

    E para a maior parte dos juristas, alguém que mata por ciúme está cometendo um crime por um motivo fútil, tolo.

    ResponderExcluir
  27. Acho que júri popular da nisso, as pessoa que são escolhido tem é rabo preso,todas as vezes é assim quem more é que perde.

    ResponderExcluir
  28. Apesar do crime ser declarado o feminicídio, A CARACTERÍSTICA DA MULHER BRASILEIRA, É NÃO TRAIR, POIS É CRIME A TRAIÇÃO MARITAL. Porém se a mulher tivesse sido assassinada, poderia dizer que realmente é feminicídio. Mas não é! E é homicídio, pois o autor do fato é assassino, ou seja, a mulher estava casada com um assassino e não um homem descente que a faria feliz em sua vida. Portanto o caso é tão somente HOMICÍDIO.
    Ele não arrastou sua esposa para a rua, no vídeo mostra que ela correu, tentou fugir no desespero, e pelada pelas ruas. Ele (autor do fato) correu atrás dela e começou a expor oque sentia: indignação pelo acontecido; em nenhum momento a agrediu
    Mas, não concordo em que o autor do fato tenha matado o homem que estava tendo relações íntimas com a sua mulher. Isso é homicídio. Acredito, que o crime é homicídio e não feminicídio, e que se fosse para lavar a honra, o autor do fato teria matado a sua mulher, aí sim seria feminicídio.

    Na matéria abaixo mostra ela (mulher) FUGINDO E NÃO O MARIDO AGREDINDO ELA! ELA FUGIU! E O MARIDO ACOMPANHOU E DEPOIS A AGREDIU. ISSO DEIXA CLARO QUE É HOMICÍDIO, POIS O AUTO DO FATO É ASSASSINO! E NÃO CASO DE FEMINICÍDIO.

    Homem flagra traição, mata amante e arrasta mulher nua pelas ruas
    180graus.com

    Já denunciei ao TJMA e CNJ a á condução no caso de todos do Poder Judiciário (MP e TJMA).
    Ironicamente declara que o caso é uma caixinha de supresa. Absurdo, uma vida seifada, para focarem brincando de serem doutores e entendidos da lei.
    O crime é tão somente: HOMICÍDIO. E tem que ser julgado somente pelo HOMICÍDIO.

    ResponderExcluir