domingo, 11 de novembro de 2018

“Eu fugi de Pedreiras”, disse a mulher que foi arrastada nua pelas ruas depois que o agressor foi colocado em liberdade

Thaylla já deixou Pedreiras 
A jovem senhora Thaylla Pathelly Pereira da Silva, que foi arrastada completamente nua pelas do centro de Pedreiras, em outubro de 2017, já fugiu da cidade, assim que foi informada que o ex-companheiro, Luciano Luan Santos Lopes, foi inocentado e colocado em liberdade pelo tribunal do júri, realizado no último dia 7.

A vítima de tentativa de feminicídio confirmou que deixou  cidade temendo pela sua segurança.  

“Eu tive que ir embora depois que esse homem foi solto. A justiça aí de Pedreiras eu vou te dizer... A justiça não, a população, porque ele foi a júri popular e esse júri lá, colocou ele na rua e agora ele tá aí solto, de cara para cima, e eu estou com uma fugitiva. Tive que deixar minhas duas filhas para trás por causa dele, entendeu? Mas é assim mesmo, não posso fazer nada, não é? Estou aqui, meu filho”, lamentou Thaylla.
Manifestação pede anulação do resultado do júri que absolveu Luciano 

Na sexta-feira, dia 9, foi realizada por entidades representativas da sociedade civil de Pedreiras, uma manifestação nas ruas do Centro, protestando com faixas contra a decisão do júri, que absolveu o réu acusado de tentativa de feminicídio e homicídio contra um idoso. O Ministério Público recorreu da decisão e esperam que o Tribunal de Justiça anule o resultado do júri popular. Thaylla não estava mais na cidade e foi representada na manifestação por uma prima que fez um discurso emocionado, pedindo justiça.

Entenda

O Tribunal do Júri, no Fórum da Comarca de Pedreiras, resolveu absolver o mecânico Luciano Luan Santos Lopes (21 anos) por conta do homicídio do idoso Raimundo Amourão da Silva (78 anos) e pela tentativa de feminicídio de Thaylla Pathelly Pereira da Silva
Luciano obrigou a vítima a 'desfilar' nua pelas ruas de Pedreiras 
Em um caso que teve repercussão nacional, Luciano flagrou a ex-companheira Thaylla com Raimundo em um motel de Pedreiras e acabou matando o idoso e arrastando a mulher nua pelas ruas da cidade. O crime ocorreu em outubro de 2017.

Apesar de reconhecer que o acusado foi o autor do delito, o conselho de sentença optou por colocá-lo em liberdade. Com isso, Luciano irá cumprir mais 1 ano e 4 meses em regime aberto por conta dos crimes.

Mais 

Homem que assassinou idoso em motel vai a júri popular em Pedreiras

22 comentários:

  1. O que tenho a dizer dessas pessoas que foram os jurados de caso, que os mesmo foram coniventes com esse assassinato, pra não dizer cúmplices mesmo.

    ResponderExcluir
  2. e pelo o q vi ele ontem no aniversario de trezidela está de boa so muito desconfiado q ele estava mais estava lá de boa com uma mulher de lado

    ResponderExcluir
  3. Nao sei p q ela foi embora, ia direto visitar ele no presídio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk... essa foi boa

      Excluir
    2. Nn Sabe nem O que Fala ... comenta mas nn Tem cara para falar . Se ela Foi Tem Seus Motivos e lhe Digo Coml dgna De palavra Minha prima Foi Pela bida dela e das Duas Filhinhas.

      Excluir
  4. Divulgue os nomes dos jurados.

    ResponderExcluir
  5. Ela foi primeiro, para ele depois mandar buscar ele.

    ResponderExcluir
  6. Jovem senhora blogueiro?assim você ofende as senhoras de moral de pedreiras e região.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. seu otário ele falou jovem senhora é nao jovem senhora decente então engula suas palavras q pelo o o q ela fez não precisa ela deixar de ser jovem senhora q o caso nao foi cm vc.queria q fosse cm alguem da sua familia seu bossal

      Excluir
  7. Também discordo da decisão do Conselho de Sentença. Agora se a mulher não vai para o motel com outro deixando o marido em casa, teria ocorido o assassinato e a violência contra a mulher? Claro, um erro não justifica outro. Também matar por pegar im pá de chifres é muito.

    ResponderExcluir
  8. Minha opinião!
    O rapaz foi errado em ter assassinado o velhinho, e teria q pagar pelo o tal ato!
    Mas a mulher q foi a mais errada da historia se ela tivesse coragem pra trabalhar de forma honesta nada disso teria acontecido! Mais preferiu dinheiro facil vendendo o próprio corpo e agora ta se fazendo de vitima como se nao fosse ela a culpada de tudo! Eu nao sei como tem gente q tem coragem de se relacionar com esse tipo de mulher!

    ResponderExcluir
  9. Porque não se identificar?deve ser algum corno safado ou rapariga chuteira igual a está aí.diga quem e você corno ou rapariga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tu deve ser um corno mal amado seu abissal de merda...ninguém é de ninguém era so largar ela muito fácil mulher é o q não falta seu Cornélio

      Excluir
  10. Ela deveria era ser sido presa na época junto com ele! Bando de Muié tudo nova boa de procurar um serviço fica seduzindo os aposentados! Isso deveria seer crime! Nessa história o único lascado foi o pobre velho q perdeu ah vida!

    ResponderExcluir
  11. Ela antes de trai lo deveria ter pensado antes para hj nao estar dessa forma.mas um crime ele cometeu contra o senhor nao era para estar em liberdade.

    ResponderExcluir

  12. Só quem se deu mal foi o velhinho mas pelo menos deu a trepadinha dele antes de morrer

    ResponderExcluir
  13. O velhinho antes de morrer deve ter pensado "é melhor comer um pires de doce com os amigos do que prato de merda sozinho" aí deu no que deu o chifrudo não se conteve e acabou com a vida do veim bom de galinha kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas o pior que o velhinho ainda escolheu o prato de merda e ainda morreu por causa do prato de MERDA!

      Excluir
  14. Realmente ele errou, pois um erro nao justifica outro, ele nao podia ter matado o velho.
    Mas pensando bem, não é qualquer um que se segura vendo sua mulher com outro na cama nao, como foi o caso dele.

    ResponderExcluir