segunda-feira, 27 de maio de 2019

Por ação do MP, milhares de servidores públicos irão perder o emprego no Maranhão

Após vários anos e como se fosse algo combinado, o Ministério Público do Maranhão partiu agora pra cima e apertou os chefes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciários e cumprirem a lei que impede o acúmulo de cargos, exceto para professores e médicos. O arrocho vai resultar na exoneração de milhares de funcionários, o que vai significar um certo alívio para o Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Judiciário, prefeituras e Câmaras Municipais. 



Com a colaboração do Tribunal de Contas do Estado foi feito um cruzamento nas folhas de pessoal e enviado ao MP a relação de quem ocupa mais de um cargo no poder público estadual e municipal e até com certos exageros.


Um jornalista, por exemplo, que trabalha numa emissora de TV privada pela manhã e à tarde tem que cumprir sua obrigação de assessor de comunicação ocupando cargo em comissão em um órgão público, está sendo obrigação a fazer uma das duas opções.

Choro e palmas na Assembleia Legislativa

Enquanto centenas de funcionários da Assembleia Legislativa estavam chorando sendo exonerados para não perder a chance de aposentadorias em outro cargo, no plenário daquela Casa os deputados rendiam homenagens ao Ministério Público na manhã de ontem, quarta-feira (22).

Quem tem um cargo efetivo em prefeitura e outro em comissão no Legislativo, Executivo ou Judiciário é obrigado a fazer opção, além de perder  uma parte da receita.

Dirigentes dos poderes verão agora várias vagas em comissão se abrirem, assim como inúmeros prefeitos acompanharão o corte na folha e ainda dirão que foi culpa do Ministério.

Fonte: Luís Cardoso

7 comentários:

  1. Isso é bom tbm pq tem um monte de laranja q trabalha em um serviço e tem outro de fachada só pra ir receber!

    ResponderExcluir
  2. É bom, porque tem muita gente sem emprego, só assim vai aparecer vagas p ara quem ñ tem emprego.

    ResponderExcluir
  3. Não acho errado a pessoa ter dois empregos, sendo que, um não seja no mesmo horário do outro!
    Mas tenho uma crítica, só médicos e professores tem família?
    Lembrando que a maioria das pessoas desse país de décimo mundo, são pessoas simples e assalariada!

    ResponderExcluir
  4. Veio tarde.Quantas crianças não formam mandadas para o mundo da exclusão?Aqui em Poção De Pedras,temos alguns casos emblemáticos. O povo burla concursos,terceirizam a educação e ainda posta agradecimentos no face.bem conhecido no mundo jurídico.Espero que o ministério público esteja sabendo dos que ainda tentem burlar a legislação,inclusive a esposa de um funcionário

    ResponderExcluir
  5. Pra essas bandas tem um de nomeação, a pessoa é nomeado pelo o estado e pela prefeitura, só que o serviço não aparece , parabéns por essa ação

    ResponderExcluir