Compartilhe essa Notícia:

Imagem usada pelo perfil de Whatsapp para aplicar golpes na região

Nos últimos dias, diversos membros de grupos de Whatsapp do Médio Mearim afirmaram a existência de uma mulher aplicando golpes na região. A suposta estelionatária se identifica como "Mayara" e usava a fotografia de uma mulher grávida. Porém, há fortes indícios de que o nome e a foto sejam falsos. 

As denúncias vieram principalmente de moradores dos municípios de Esperantinópolis, Joselândia, Poção de Pedras, São Raimundo e São Roberto. 

Nos grupos, "Mayara" se dizia vendedora de roupas. Durante as conversas, ela atraia as vítimas sempre com conversas simpáticas e mandava imagens com as amostras dos seus produtos, que além de serem peças bonitas, eram muito baratas. No entanto, nenhuma das pessoas que compraram as mercadorias jamais as receberam.




A maioria das vítimas afirmou que Mayara se dizia moradora de Pedreiras, mas o relato de outras vítimas mostra que ela sempre dizia morar numa cidade diferente, nem sempre da região.

As vítimas fizeram o depósito em dinheiro nas contas de MARIA LIZETE SILVA SOUSA e NEOVANIA P D NASCIMENTO, de acordo com as imagens dos cartões.

No dia 03 de junho, por volta das 19h, justamente quando várias pessoas pediam a devolução do dinheiro, Mayara parou de acessar o Whatsapp e não respondeu mais nenhum mensagem. Várias vitimas já fizeram o Boletim de Ocorrência.


- Com informações de Carlos Barroso
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

8 Comentários

  1. Pelas fotos dos cartões é Agência da caixa de Pedreiras e a outra Teresina.
    Deve ser uma larápia de carteirinha.
    E as pessoas de boa fé ficam no prejuízo.

    ResponderExcluir
  2. E por k não mostra a cara dela, será se é de menor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RESPOSTA: O blog decidiu não mostrar o rosto, porque a pessoa da foto tem grande chance de ser uma vítima dessa história. A imagem de uma mulher grávida, inocente, está sendo usada para aplicar golpes na região.








      Excluir
  3. Eu cai no golpe dessa Mayara tem mais de dois anos . Ela se dizia vendedora de Melissa me pediu uma entrada de 40,00 dizia que morava em Trizidela na rua da Salvação próximo ao posto mearim, aí eu confiei por ela dizer que morava aqui depositei o dinheiro nessa conta Maria Lizete ela disse que era de sua mãe a conta . Depois que depositei ela parou de usar o Facebook e me bloqueou no whats, aí usei outro whats pra falar com ela esculhambei ela aí ela veio com uma história de que sofreu um golpe que depositou o dinheiro na conta do fornecedor das Melissa e ele não enviou a encomenda me mandava uns áudio quase chorando dizendo que o povo achava que ela era golpista mas que ela tinha era caído num golpe, a história foi tão convincente que fiquei com pena dela e não registrei ocorrência na época. Mas a hora que vi esse cartão com nome Maria Lizete lembrei na mesma hora trata-se da mesma pessoa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Completando o comentário anterior, quando eu perguntei pq ela me bloqueou no whats ela disse que roubaram o celular dela e por isso não estava mais acessando Facebook e whats e que só naquele exato momento tinha conseguido um aparelho emprestado e que já iria entrar em contato com todos que tinham feito pedido com ela e explicar o acontecido. Só mentira dela uma vagabunda só que eu cai na labia dela ainda fiquei foi com pena e como o valor era pouco acabei não denunciando. Quando eu ameaçava ela , ela dizia mulher eu sou uma mãe de família todo mundo me conhece aqui perto do posto mearim tenho dois filhos . Sou tão vítima quanto vc me desculpe .

      Excluir
  4. Eu cai no golpe dessa Mayara tem mais de dois anos . Ela se dizia vendedora de Melissa me pediu uma entrada de 40,00 dizia que morava em Trizidela na rua da Salvação próximo ao posto mearim, aí eu confiei por ela dizer que morava aqui depositei o dinheiro nessa conta Maria Lizete ela disse que era de sua mãe a conta . Depois que depositei ela parou de usar o Facebook e me bloqueou no whats, aí usei outro whats pra falar com ela esculhambei ela aí ela veio com uma história de que sofreu um golpe que depositou o dinheiro na conta do fornecedor das Melissa e ele não enviou a encomenda me mandava uns áudio quase chorando dizendo que o povo achava que ela era golpista mas que ela tinha era caído num golpe, a história foi tão convincente que fiquei com pena dela e não registrei ocorrência na época. Mas a hora que vi esse cartão com nome Maria Lizete lembrei na mesma hora trata-se da mesma pessoa

    ResponderExcluir
  5. esse golpe é meio bobo, so cai os otarios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos estamos sujeito a ser enganado

      Excluir