terça-feira, 4 de junho de 2019

Fábio Macedo apresenta projeto de Lei que prevê a criação de Programa de Auxílio Psicológico para pessoas com depressão

Deputado estadual Fábio Macedo (PDT)

O deputado estadual Fábio Macedo (PDT), apresentou nesta segunda-feira(03),  na tribuna da Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei que prevê a criação de um Programa de Auxílio Psicológico para pessoas com depressão no âmbito do Estado.


O Projeto tem o objetivo de desenvolver uma rede de serviços de atendimento aos usuários que seja plural, com diferentes abordagens terapêuticas, com atendimentos em hospitais de referência em saúde mental do Estado, Centros de Atenção Psicossocial  e enfermarias especializadas, assim como incentivar outras ações de prevenção e incentivo educacional de combate à depressão.

"Como bem sabemos, a depressão é uma doença silenciosa que vem avançando cada vez mais e hoje já atinge quase 6% da população brasileira. Eu mesmo já fui vítima dessa doença e sei como um atendimento de qualidade é crucial para a vida de quem sofre com isso. No dever de representar o povo maranhense, acredito que todo o cidadão tem direito a  um tratamento adequado de saúde e isso inclui a saúde mental. Precisamos cuidar e amar uns aos outros, quantos ao nosso redor têm perdido o brilho, a alegria e desistido de viver? Como dizem os especialistas, a depressão será o mal deste século, precisamos empenhar os nossos esforços, no sentido de não permitir que este mal se alastre e dizime cada vez mais vidas", disse o parlamentar.

Fábio ainda lembrou como a doença tem afetado cada vez mais os jovens e tem atingido especialmente crianças e adolescentes, que tem recorrido a automutilações e até suicido. " Precisamos proteger, saber como identificar e tratar adequadamente as nossas crianças e adolescentes da depressão. Tenho filhos em idade escolar e todos os dias me assusto com relatos de depressão entre esse público"

Luta contra a depressão

Durante a apresentação do Projeto de Lei, Fábio Macedo ainda relatou a sua luta pessoal contra a depressão e como vem encarando a doença. "Infelizmente a depressão tem me acompanhado a algum tempo. Assim como outras vítimas dessa doença, confesso que tinha vergonha de procurar ajuda, achava que auxílio psicológico era coisa de louco e isso me levou ao sofrimento e a dor. Uma pouco antes da campanha eu caí, são várias pressões e isso somado a uma cirurgia bariátrica, fez com que eu piorasse. Meus amigos, eu cheguei ao extremo, tive atitudes que envergonharam a mim e a toda minha família, mas hoje com a graça de Deus e um tratamento adequado, eu tenho lutado, não posso dizer que estou 100% curado mas estou no caminho certo", afirmou.

Na ocasião, o pedetista recebeu o apoio de vários colegas parlamentares, que o parabenizaram pelo Projeto e também pela coragem de expor a sua condição e o enfrentar a depressão. Pediram a parte as deputadas Mical Damasceno e Daniella Tema e os  deputados Zé Inácio, Wellington do Curso, Edivaldo Holanda e Rafael Leitoa.

Depressão

A Organização Mundial da Saúde estima que a depressão atinja cerca de 300 milhões de pessoas. São vidas silenciadas que apresentam baixo rendimento na escola, queda na produtividade no trabalho e recorrem ao vício, tentando a todo custo gritar por socorro. A doença figura como principal causa de incapacitação no mundo e com grande chance de se tornar a segunda maior carga de doença até 2030.  O atendimento à depressão é apontado como desafio para a área da saúde pública. O plano de Ação Global de Saúde Mental 2013-2020 da OMS fortaleceu a concepção de que o atendimento à saúde mental deve ser feito em centros comunitários de atenção à saúde.

Dessa forma, o atendimento à depressão é sustentado por um conjunto de políticas que possibilita construir modelo de atenção que visa ao atendimento integral do usuário.

- Assessoria

7 comentários:

  1. É bom ele aprova mesmo. Que vai servir e pra ele mesmo. Esse louco. Só por que o pai milionário. Ameaçou policial em terésina pegou foi cana.

    ResponderExcluir
  2. É bom um programa pra atender cachaceiros, não é m,esmo deputado?

    ResponderExcluir
  3. Quanta gente burra, depressão é uma doença bando de idiotas, torça pra nunca se achar em situação de depressão.

    ResponderExcluir
  4. Deputado pelo amor de deus. No mi maté de vergonhasa. Deputado cu de cana. 😨😨😨😨😢😢😢😢 votei nesse cara.

    ResponderExcluir
  5. Deputado pelo amor de deus. No mi maté de vergonhasa. Deputado cu de cana. 😨😨😨😨😢😢😢😢 votei nesse cara.

    ResponderExcluir
  6. Legislando em causa própria?

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Deputado Fábio Macedo!
    Ótima iniciativa!

    ResponderExcluir