Compartilhe essa Notícia:


Ontem (20), a funcionária de um hotel na cidade de Pedreiras foi à 14ª Delegacia Regional da cidade para fazer um B.O. Ela informou que um indivíduo chegou no estabelecimento, se hospedou e após quatro dias causou vários prejuízos para ela e para o hotel.

Nos dias em que esteve hospedado, ele criou uma certa relação de proximidade com os funcionários, mas apesar de ser bom de conversa, por vezes se contradizia, pois chegou a dizer aos funcionários que era do Pará, e depois de Goiânia.


No último dia em que esteve no local, ele pediu emprestado o celular da funcionária que foi à delegacia, segundo ele, para fazer "uma ligação rápida", porém, não foi mais visto desde então. Dentro da capa do celular, havia uma quantia de R$ 350 reais.

Posteriormente, foi descoberto que ele já tinha planejado a fuga para não pagar as diárias. Uma testemunha contou que o indivíduo certa vez pediu um saco de lixo, segundo ele para colocar as peças de roupas que ia entregar no interior, porém, quando observaram, o que ele colocou dentro do saco de lixo foi a bagagem para ir embora. O homem saiu devendo o valor das refeições e das diárias.

Nos dias em que esteve no hotel, os funcionários relataram ainda que ele tentou vender uma TV no valor de R$ 1.000, porém, ninguém manifestou interesse em comprar. A suspeita é de que a tentativa de vender o aparelho fosse parte de um golpe. 

A Polícia Civil trabalha para identificar o indivíduo.


"Comunicamos à comunidade pedreirense o novo endereço do escritório Dr. Bismarck Salazar. Rua Maneco Rego, nº1068, segundo andar, em frente a Agro Marina. Centro de Pedreiras."
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA