Compartilhe essa Notícia:

Prefeito Mundim, Othelino Neto e Mávio Rocha

Depois da polêmica matéria do Blog do Carlinhos, intitulada "Vice-governador Carlos Brandão se reúne com grupo de oposição de São Roberto", postada no dia 28 de janeiro, o prefeito de São Roberto, Raimundo Gomes, mais conhecido como "Mundim", esteve em São Luís nos dias 30 e 31 de janeiro, em reunião com o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto. 

A matéria publicada no Blog informava que o Dr. Vando, importante liderança da oposição de São Roberto, acreditava que Mundinho não seria candidato, uma vez que o prefeito supostamente cederia a vaga da disputa a Jocivaldo Costa, pai do prefeito de Barra do Corda, Eric Costa. 


Porém, os encontros recentes que Mundinho teve com Othelino Neto em São Luís serviram para ele desmentir essa informação, reafirmando a pré-candidatura do Prefeito de São Roberto pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB). 

O gestor ainda esteve reunido com Júlio César Mendonça, secretário de Agricultura Familiar do Estado, Otelvindo Oliveira, secretário estadual de organização do PCdoB e com Thaís Campos, presidente da UBN do Maranhão.


Em suas andanças por São Luís, Mundim esteve acompanhado do secretário adjunto da secretaria de Agricultura Familiar do Estado e coordenador do PCdoB no Médio Mearim, Mávio Rocha.

Mais informações

*Vice-governador Carlos Brandão se reúne com grupo de oposição de São Roberto: https://www.carlinhosfilho.com.br/2020/01/vice-governador-carlos-brandao-se-reune.html


⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

2 Comentários

  1. É mais o reajuste do piso nacional do magistério ele não dá aos professores, dois anos sem reajuste 2018 e 2020, noss salário já está devassado, e com o apoio do sindicato eles não dará mais reajuste, confirmado!

    ResponderExcluir
  2. O interessante é quando entra dinheiro dos professores a secretária de educação de São Roberto coloca nos status dela" dinheiro na conta, não é obrigação e sim compromisso", mas porque que ele não dá nossos reajustes de 2018 e 2020, isso não é compromisso dele?
    E ele foi eleito para isso, não é favor ele nos pagar, trabalhamos para receber.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA