Compartilhe essa Notícia:


Na tarde de ontem (02), dois meliantes assaltaram um motorista e passageiros dentro de uma van no município de Trizidela do Vale. 

Antes do crime, o motorista da van estava na cidade de Lago da Pedra transportando passageiros rumo à Pedreiras, incluindo os dois criminosos. Porém, quando chegaram em Trizidela do Vale, a dupla sacou as armas de fogo e deu voz de comando para que o motorista seguisse o trajeto rumo ao Povoado Transual. 

No período em que estiveram na van, os meliantes tomaram a quantia de R$ 985 e 2 aparelhos celulares (J4 preto e A-10 lilás). Após a ação criminosa, eles desceram da van e se evadiram pelo matagal.

Um dos passageiros conseguiu evitar que o celular fosse tomado ao esconder o aparelho na bermuda. 

Depoimento do motorista

No final da tarde, o motorista esteve na 14ª Delegacia Regional de Pedreiras e revelou que, antes do arrastão, já estava com suspeitas sobre a movimentação da dupla. Isso porque já havia visto os dois embarcando de Pedreiras à Lago da Pedra. Quando ele perguntou o motivo de já estarem voltando à Pedreiras num intervalo de tempo tão curto, os indivíduos responderam que só foram visitar um parente adoecido em Lago da Pedra e que já precisavam retornar.  

"Eu fiquei olhando desconfiado para os rapazes, e após indagar, eles falaram que só tinham visitado uma tia doente. Como eu não estava sozinho dentro da van, me fortaleci e não imaginei que o pior fosse acontecer. Quando chegou nas proximidades da Oficina do Arnaldo, anunciaram o assalto e mandaram a gente ir pro Transual. Depois de tomaram um monte de coisas, saíram de boa pelo matagal como se nada tivesse acontecido", disse. 

A Polícia Civil trabalha para identificar os autores do crime.   

- Com informações de Ribinha da FM (Tribuna 101)
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

1 Comentários

  1. Agora tá rui, até nas vans é perigoso andar, ladrão de mais,os cara andam desisperados pra usar droga,enquanto a justiça não dê um aperto nos traficantes dessa região,vai ser assim,os cara tão vendendo droga pra todo mundo vê,e a justiça não faz nada

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA