Compartilhe essa Notícia:


Empresários de Pedreiras e Trizidela do Vale têm entrado em contato com o Blog do Carlinhos para reclamar das taxas exorbitantes que estão sendo cobradas pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA).

De acordo com eles, a empresa mudou os critérios de cobrança. Ao invés de definir a tarifa pelo consumo de água, a CAEMA passou a utilizar um método de cobrança com base no tamanho do imóvel, prejudicando assim os consumidores.

“Carlinhos eu pagava aqui R$ 170,00, e de repente a conta veio no valor de R$ 870,00. Um aumento de mais de 500%, um absurdo!”, declarou um empresário da cidade.

Procurada pelos empresários, a empresa não demonstrou nenhuma inclinação para negociações ou acordos quanto ao novo método de cobrança. Devido a este fato, alguns empresários de Pedreiras e Trizidela do Vale já estão perfurando poços artesianos para suprir suas necessidades de abastecimento de água. O episódio tem acontecido em algumas auto escolas, academias e outros estabelecimentos de ambas as cidades.

O Blog não conseguiu entrar em contato com a empresa supracitada, mas encontra-se à disposição para postar uma nota de esclarecimento.

PUBLICIDADE

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

3 Comentários

  1. Pura verdade, o Parque das Palmeiras por exemplo só tem água um dia sim outro não e no dia de água vai pela manhã e só vai de novo a noite, e chega conta de 300,00. Vamos rever essas leituras.

    ResponderExcluir
  2. Deveria ser envestigado por que nas nossas casas tem contadores,e na casa dos funcionários não tem,eles pagam o mínimo do mínimo.isso sim e injusto

    ResponderExcluir
  3. Precisamos saber porque os funcionários da caema não tem hidrômetro? Tem um casa na rua Raimundo Braúna filho que o único que no tem contador em sua residência e lembrando que ele e um dos chefes lá da caema.isso sim e injusto.porque ele não explica aqui no bloque o motivo da falta do mesmo em sua residência

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA