Compartilhe essa Notícia:

Prefeito Fred Maia em apoio às familías desalojadas
De fato, um bom número de moradores tem dado trabalho para o prefeito Fred Maia. Ele é um dos poucos gestores que estão na linha de frente junto com a população no combate à propagação do coronavírus. Além da ameaça de pandemia, existe também o perigo da enchente desse ano ser uma das maiores da história da cidade. Hoje, o rio está mais de 8 metros acima do nível normal.

Porém, mesmo com o estado de calamidade decretado, um bom número de moradores não têm cooperado e vem tirando a paciência do gestor. Não é de hoje que Fred Maia repreende a população de seu município. Diferente de outros gestores que ficam paparicando os possíveis eleitores para obter votos, o prefeito de Trizidela do Vale trabalha muito e, quando necessário, reclama da população.

Tempos atrás, ele filmou uma situação de descaso em que a população sujava as ruas e ignorava o horário em que o caminhão de lixo passava, o que emporcalhava a cidade. Mas falando do que vem ocorrendo agora, vamos exibir alguns fatos mostrando que uma fração dos moradores realmente não tem cooperado com Fred Maia.

- No Cuscuz, logo no primeiro dia de alagamento, populares passaram por cima do decreto de não formar aglomerações e fizeram tudo o que não era para fazer. O episódio conhecido como Cuscuz Folia teve de tudo, pessoas bebendo, brigando, se divertindo, tudo em meio às águas poluídas do rio, onde houve até mesmo avistamentos de jacarés. Para controlar a situação, o prefeito mandou a Guarda Municipal para orientar o pessoal, porém foi tudo em vão. As pessoas não levaram a sério, permaneceram no local, houve briga e muita confusão. Um guarda que reclamou de uma situação de estacionamento indevido acabou levando uma paulada na cabeça. Segundo informações, o agressor não tinha nada a ver com a confusão inicial.


Momento em que Guarda Municipal é agredido

- Outro morador jogou uma sacola de fezes em frente ao Hospital da cidade. Um paciente que passava mal e necessitava de socorros acabou passando com seu veículo por cima, o que emporcalhou a frente da unidade de saúde, que precisou ser lavada. O prefeito ficou extremamente irritado e garantiu que irá analisar as imagens de câmeras de segurança, para identificar o responsável e fazê-lo pagar pelo ato.



- O Prefeito também reclamou da falta de higiene nos abrigos. Os locais estão recebendo nesse momento várias famílias desalojadas devido à enchente. Ele lembrou que a Prefeitura de Trizidela do Vale tem ofertado locais, alimentação, vários itens de consumo e até mesmo material de higiene. O gestor reclamou que há mulheres nos abrigos que passam o dia inteiro ociosas, e, além de não limparem o local, ainda reclamam tentando passar a responsabilidade da limpeza para a prefeitura. Há relatos de que alguns desabrigados jogam fezes no próprio abrigo.

- Muitos jovens utilizam a ponte Francisco Sá para fazer saltos mortais perigosos sobre as águas do Rio Mearim. A prática se agrava porque forma constantes aglomerações na estrutura, atitude que já foi advertida como perigosa em meio a pandemia atual.

- Há pessoas que continuam transitando livremente pelas ruas de Trizidela do Vale, principalmente motoqueiros passando pelas ruas alagadas. É um vai e vem sem propósito, que mostra o desdém de alguns pelo período de quarentena, que segue sendo a medida mais importante para evitar a proliferação do coronavírus.

- Ontem (25), um sujeito revoltado com as declarações do prefeito Fred Maia, saiu pelas ruas depredando o patrimônio público, principalmente retirando placas da atual administração. O alvo dele era qualquer coisa que tivesse o nome do prefeito. O “Revoltado” acabou preso pelo DPM de Trizidela do Vale e permanece na 14ª Delegacia de Pedreiras.
O "Revoltado" foi preso após quebrar uma placa em frente à escola Monsenhor Gerson, no bairro Baixada
Em meio a todo esse descontrole, fica evidente que o prefeito tem toda razão em reclamar não de toda a população, uma vez que o povo de Trizidela do Vale é composto por pessoas ordeiras, mas sim de uma fração numerosa. Ele deixou claro que não tem mais o que fazer e se vê obrigado a convocar tropas das Forças Armadas para pôr ordem no município. Além disso, o gestor já permitiu que a polícia endurecesse suas ações, tendo carta branca para utilizar spray de pimenta em civis desobedientes. Talvez só assim eles cumpram a regra da quarentena.


Por fim, o coração do prefeito Fred Maia é tão bom que suas declarações, apesar de polêmicas, têm a boa intenção de alertar os moradores sobre a situação do hospital da cidade. A unidade de saúde, de fato, não tem condições de atender uma grande massa de doentes em estado grave.

Nesses momentos de crise, além de todo o esforço para ajudar as pessoas, até mesmo os animais domésticos estão recebendo atenção e abrigo da Força Tarefa em apoio aos desabrigados, tudo porque o gestor providenciou um espaço para que os cães e gatos pudessem ficar. É ou não é um bom prefeito?
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

5 Comentários

  1. Tá certo prefeito

    Lá em poção tem alguns funcionários q cometeram crime nos concurso da região e ficam passando por cidadão tá feio a coisa com aqueles desumanos.

    ResponderExcluir
  2. Aqui em poção nunca respeita nem um concurso o pior tem ex veriadores veriadores q são funcionário nunca prestarem serviços e tem besta q chama os mesmo de cidadão kkkkkkkk povo idiota kkkkk

    ResponderExcluir
  3. Fred Maia sem dúvidas nenhum é um dos melhores gestores do Maranhão. Porém vejo que ele foi infeliz em algumas declarações, ele ofendeu a essência trizidelenses quando xingou a população geral.

    ResponderExcluir
  4. A população que parece que não sabe da real situação que é os hospitais da cidade, que sem essa pandemia não tem suporte para procedimentos básicos imagina para pande
    pandemia. O prefeito está certo se não querem respeitar depois não vão para os blogs ou TVs locais falando que alguém morreu que o hospital não tem isso ou aquilo. Gente Teresina que tem hospitais maravilhosos está um caso sérios nos hospitais agora essas pessoas que estão aí desrespeitando pense daqui que vcs cheguem a São Luís já estão mortos.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA