Compartilhe essa Notícia:

Professor Dr. Lídio Gonçalves Lima Neto
A pedido do Ministério da Saúde foi realizado um treinamento entre os laboratórios centrais de 15 estados brasileiros, onde foi escolhido uma referência de cada estado a fim de ser capacitado para realizar o diagnóstico molecular do vírus que causa o Covid-19, doença do novo coronavírus. 

No Maranhão, o profissional selecionado foi o docente da Universidade Ceuma, Prof. Dr. Lídio Gonçalves Lima Neto. Filho de Poção de Pedras, ele vai desenvolver o que aprendeu no Laboratório Central do Estado do Maranhão.

"O treinamento me capacitou, tanto na parte prática quanto na teórica, para fazer o diagnóstico molecular da Síndrome Aguda Respiratória Grave (SARS - COV 2), que é responsável pelo Covid-19. Irei trazer uma técnica que é a única disponível para diagnosticar e, também, estratégias para controle dessa pandemia", disse Lídio. 


Antes de ir ao encontro com os demais pesquisadores do Brasil, realizado no Instituto Evandro Chagas, no Pará, o docente reuniu alunos e professores do curso de Farmácia e Biomedicina da Universidade Ceuma para esclarecer e desmistificar todas as dúvidas geradas sobre o novo Covid-19, além de abordar o poder de infecção e como se prevenir desse tipo de doença través de bons hábitos de higiene pessoal.

Professor orientou os alunos, que são futuros profissionais da área da saúde e pesquisadores, sobre os principais exemplos de como evitar a transmissão e de que forma os alunos da IES contribuirão para a sociedade tirando dúvidas e fornecendo orientação.

Lídio é casado com uma poção-pedrense. Ele é graduado em Farmácia-Bioquímica pela Universidade Federal do Maranhão, mestre em Ciências Farmacêuticas pela Universidade de São Paulo e doutor em Ciências Farmacêuticas na mesma instituição. Durante sua extensa carreira acadêmica, Lídio atuou como aluno visitante da University of Illinois, nos Estados Unidos e atualmente é pesquisador permanente do programa de mestrado em biologia microbiana pela Universidade CEUMA

- Com informações de O Estado do Maranhão
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA