Compartilhe essa Notícia:



O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier, participou nesta segunda-feira (20) de uma reunião por vídeoconferência com o governador do Estado, Flávio Dino, para discutir as próximas ações a serem realizadas de maneira conjugadas com os prefeitos no combate ao avanço do coronavírus no Maranhão.

A reunião contou ainda com a participação dos secretários Carlos Lula (Saúde), Marcelo Tavares (Casa Civil), Rodrigo Lago (Comunicação) e Karla Tavares (subsecretária de Saúde do Maranhão), dos prefeitos Eric Costa (Barra do Corda), Miltinho (São Mateus), Luciano Genésio (Pinheiro), Gleydson Rezende (Barão de Grajaú), Luciano Leitoa (Timon), João Igor (São Bernardo), Juran Carvalho (Presidente Dutra) e Dr. Erik (Balsas).

“Seguimos reforçando a importância da prevenção como principal ferramenta de combate ao vírus, e contamos com a colaboração de gestores e das instituições para vencer esta pandemia”, disse Xavier.

Durante a videoconferência, o governador anunciou a montagem de um hospital de campanha na Região Tocantina em parceria com a Vale e adiantou as estratégias para combater a pandemia do coronavírus nos 217 municípios maranhenses.  

O Diretor de Saúde da Famem, João Igor, prefeito de São Bernardo, sugeriu que o governador intensifique a fiscalização sobre o transporte interurbano e solicitou também a disponibilização de testes para todas as regiões do estado. Dino informou que determinou a compra de mais testes e logo deve chegar à região do Baixo Parnaíba.

O prefeito de Bacuri, Washington Luís, citou a falta de respiradores na região norte e cobrou a disponibilização do equipamento o mais rápido possível. Washington destacou sua preocupação com veículos interurbanos oriundos da capital. 

O prefeito Gleydson Rezende, de Barão de Grajaú, parabenizou o governador pelo fechamento das divisas e solicitou que o mesmo intensifique a medida. Rezende anunciou que montou duas salas de isolamento e comprou respiradores, relatando, ainda, sua preocupação com a falta de estrutura dos municípios vizinhos para atender vítimas do covid-19.

Miltinho Aragão, de São Mateus, solicitou a adoção de um protocolo único de recebimento de pacientes vítimas do coronavírus no Maranhão e cobrou suporte da Secretaria Estadual de Saúde. Na resposta, Dino adiantou que o hospital de Peritoró pode ser realocado para o atendimento de pacientes do coronavírus caso haja necessidade. O secretário Carlos Lula informou que o hospital deverá ter 30 leitos, complementando que todas as cidades receberão kit de testes rápidos adquiridos pelo Governo do Estado em no máximo duas semanas. 

Luciano Leitoa, prefeito de Timon, relatou as dificuldades que a população do município tem enfrentado pela proximidade com a cidade de Teresina, no Piauí. Sugeriu, ainda, a adoção de uma condução única no que diz respeito a liberação de comércios, academias, shoppings e templos religiosos. 

O prefeito Luciano Genésio, de Pinheiro, demonstrou preocupação com o translado e a segurança de profissionais de saúde. Se dispôs também a colocar toda a rede municipal do município à disposição para que seja ampliado o número de leitos no hospital macrorregional Dr. Jackson Lago visando ampliar os leitos na Baixada. 

Médico, o prefeito de Balsas, Dr. Erik, pediu capacitação para os profissionais de saúde para atendimento à população. Enfatizou que teve mais casos confirmados na cidade, solicitando agilidade no fornecimento dos testes rápidos. "Acredito que a agilidade do diagnóstico, faremos o tratamento dos pacientes mais rápido", cobrou. O chefe do executivo estadual garantiu uma equipe da Saúde para capacitar profissionais de Balsas e região.

O prefeito Juran Carvalho, de Presidente Dutra, solicitou a sanção da Lei, de autoria do deputado estadual Ciro Neto que desburocratiza e agiliza a liberação de recursos do Fundo Estadual de Saúde para os municípios. Sugeriu, ainda, uma ação para suspensão dos pagamentos dos precatórios e do INSS para desafogar o caixa das prefeituras nesse momento de crise.

Carvalho disse estar dialogando com igrejas para manter o isolamento social e parabenizou as medidas do governador no enfrentamento do Covid-19. O governador garantiu que avaliará o projeto do legislativo estadual mais breve possível. 

Na conversa, Flávio Dino destacou a importância da Famem para a definição de políticas e ações conjuntas visando combater o alastramento da pandemia de coronavírus no estado, colocando-se à disposição para dar suporte os municípios sempre que necessário.   

- Assessoria
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

4 Comentários

  1. Senhor prefeito o povo precisa abrir os comércios .N e só o corona vírus que mata a fome também mata por favor decreta o uso das máscaras distanciamento pra todos sugerimos as pessoas de risco que fique em casa .E reabra os comércios nois precisamos trabalhar a fome n espera e nem as contas. Um bom dia

    ResponderExcluir
  2. Concordo também igarapé grande n tem nenhum caso de corona virus n precisa deixar comércio fechado n. A fome vai matar mas do que esse corona vírus aí.

    ResponderExcluir
  3. Senhor prefeito olha pela cidade de igarape grande venha ver de perto ajude o povo povo ta passando fome muintas pessoas n ta conseguindo receber esse auxilio emergencial.triste a situação. Venha ver de perto.

    ResponderExcluir
  4. O prefeito estar muito preocupado com vocês kkkkkkk

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA