Compartilhe essa Notícia:


O secretário municipal de Educação, Chico da TV, apresentou uma proposta das mudanças que ocorrerão dentro do calendário escolar relacionado ao ano de 2020 em virtude da enchente que deixou boa parte das escolas debaixo d’água, enquanto que outras serviram de abrigos para as famílias ribeirinhas, além dos casos suspeitos da Covid-19 que vem constantemente se alastrando no país. 

Na reunião, também estiveram presentes a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Trizidela do Vale (SindserTV), professora Luíza Maria, a vice-presidente Francisca Vale e a assessora jurídica Maria Nadir. 

O secretário deixou claro que se as autoridades de saúde e sanitárias permitirem a volta de alunos e professores às escolas, a Secretaria Municipal de Educação já tem uma data específica para o retorno das aulas, previsto para o próximo dia 4 de maio, como ficou previamente acertado no encontro.

Caso tudo se normalize até a citada data, Chico da TV disse que haverá uma pequena mudança quanto a duração de horas/aulas, que era de 50 minutos e passará a ser de 45 minutos, e será ainda acrescentado o 6º horário, que passa a vigorar da data de reinício das aulas até o dia 30 de setembro do corrente ano.

Baseado nos decretos 20 e 26, o secretário enfatizou na reunião que as férias de julho serão compreendidas entre 17 de março a 17 de abril ficando dessa forma antecipado devido o período da pandemia e que as aulas seguirão a todo vapor até dia 23 de dezembro fechando assim o ano letivo.

Assecom - Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Trizidela do Vale.
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA