Compartilhe essa Notícia:

A conduta descumpre normas da Anvisa e da Secretaria de Estado da Saúde. 

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da 16ª Delegacia Regional, efetuou, na tarde de ontem (1), a prisão de um agente funerário em Bacabal. De acordo com as investigações, o homem, que é representante de uma funerária de São Luís, transportou o corpo de uma pessoa vítima de coronavírus (Covid-19) para sepultamento em Bacabal. 

A funerária, segundo a Polícia Civil, descumpriu normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão, que disciplinam o manejo de cadáveres cujo óbito foi decorrente de confirmação do novo coronavírus. 

Após deixar o corpo no cemitério Juçaral, o agente funerário foi conduzido por policiais civis até o Plantão de Polícia Judiciária. 

A Polícia Civil informa que a conduta do agente funerário configura crime previsto no art. 268 do Código Penal Brasileiro: "Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa". A pena é detenção, de um mês a um ano, ou multa. 

Fonte: Imirante
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

3 Comentários

  1. Acho que se o caixão estiver lacrado e todas as medidas sanitárias tomadas, não vejo problema. Só queria saber o detalhe do crime que ele cometeu, se faltou algum documento ou procedimento de segurança. A justiça tem que ver que essa pandemia vai passar e a dor de quem perdeu um ente querido nunca passará.

    ResponderExcluir
  2. Pois leva ele pra ti cu de galinha.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA