Compartilhe essa Notícia:


No último domingo, 3, o prefeito de Pedreiras, Antônio França, decretou novamente o fechamento do comércio não essencial em todo município.
Lojas disciplinam entrada de clientes para não gerar aglomerações 
Em decorrência dessa decisão, as polêmicas sobre o recente aumento de casos do novo coronavírus na cidade aumentaram,  vários  comentários infundados e hostis contra os comerciantes, que chegaram a ser acusados de pressionar o prefeito para  permitir a reabertura do comércio.

Porém, longe de virar as costas para o risco da atual pandemia, os empresários e comerciantes de Pedreiras deram inúmeros exemplos de que não são os culpados pela propagação do coronavírus na cidade.

A prova desse entendimento  é que os estabelecimentos (lojas, comércios...),  não estavam reunindo aglomerações de pessoas no período da flexibilização, isso graças aos esforços dos proprietários em se adaptarem prontamente às recomendações de combate a pandemia.

Ao passar pela Avenida Rio Branco, era possível ver o cumprimento de medidas sanitárias importantes, como pias nas entradas das lojas para higienizar as mãos e distribuição de álcool em gel. Além disso, os funcionários o tempo todo controlavam a entrada de clientes e faziam valer as regras de distanciamento necessárias para evitar aglomerações, medidas necessárias para impedir  a propagação do vírus.

Lojas de Pedreiras disponibilizaram pias com sabão líquido para clientes fazer higienização 
Por outro lado, o que causa grandes aglomerações e facilita a disseminação do vírus em Pedreiras são as filas em agências bancárias, lotéricas e correspondentes bancários, que diariamente concentravam enorme quantidade de pessoas e criava-se uma cena totalmente oposta da que se via no interior dos estabelecimentos comerciais.

Se em algum momento os grandes e pequenos empresários da cidade não quiseram fechar as portas por completo foi para manter, mesmo que de forma restrita, o seu sustento, uma vez que Pedreiras é uma cidade polo e a cultura local se mantém através do comércio.
No curto período de flexibilização do comércio de Pedreiras a movimentação nas lojas foi tranquila e sem registro de aglomerações 

Esforços não faltaram por parte dos comerciantes para evitar o risco de contágio, tanto que não se viu aglomerações no período de reabertura das lojas, o que torna falta de conhecimento ou mesmo criminosa a ideia de que os empresários são os culpados pelo aumento de casos confirmados na cidade.

Nesse momento, apontar culpados é uma atitude que está longe de ser uma seta para indicar soluções à atual pandemia.

Você leitor deste texto, responda com sinceridade: viu aglomerações de pessoas no interior de alguma loja de Pedreiras nos dias que antecederam o último fechamento do comércio?







⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

5 Comentários

  1. Mesmo com alguns cuidados que os comércios tomaram teve sim aglomerações em algumas lojas, assim como está tendo agora apps o decreto o que é muito triste pois os casos de covid em PEDREIRAS só crescem. Tem lojas que nem vende fiado pra receber pagamentos de carne e estão funcionando normalmente, apenas com uma porta aberta e com aglomerações.

    ResponderExcluir
  2. Todo mundo agora q tira o seu da reta no é. E joga há culpa em quem no prefeito, ele fez cabaças o que vocês queriam, 90 porcento de culpa e de vocês por que até de joelhos ficavam pra abri o comércio e o povo besta que no para quieto. Em casa . Agora e tarde no bicho tá solto. E só deus pode conter. Há não ser que seja um fechamento total por uns 20 dias para conter esse mal. Só assim poderiam controlar.

    ResponderExcluir
  3. Foi um erro sim abrir o comércio, obviamente que ñ é o único motivo do aumento dos casos de forma tão assustadora.. as aglomerações nas agências bancárias, a falta de consciência da população e o descaso do poder público em adotar medidas efetivas tudo isso colaborou pro estopim dessa crise.. A fatura chegou!!

    ResponderExcluir
  4. Concordo há fatura chegou e bem caro. E pode se prepara que é só há ponta do Ice Berg. Tivemos tempo pra evitar agora e tarde.

    ResponderExcluir
  5. Há aglomerações sim, dentro e nas ruas por causa desses comércios malandramente abertos.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA