Compartilhe essa Notícia:

Levantamento mostra que desde o início da pandemia, 995 pessoas que morreram em decorrência do novo coronavírus no Maranhão apresentavam a condição.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), cerca de 87% dos mortos por Covid-19 no Maranhão possuíam alguma doença pré-existente. Até a terça-feira (23), dos 1.797 óbitos registrados pela doença, 995 pacientes (55,5%) tinham hipertensão arterial.

Além da hipertensão arterial, os dados apontam que outras sete patologias estão entre as mais comuns em pacientes vítimas do novo coronavírus no Maranhão (veja o gráfico completo abaixo).

Entre elas, está a diabetes mellitus que foi registrada em 700 pessoas que morreram. Em seguida, aparecem as cardiopatias com 218 óbitos e as mortes causadas por outras doenças chegaram a 246 no estado. A secretaria ressalta que uma pessoa pode apresentar mais de uma comorbidade.

Ao todo, 1.567 pessoas que tinham alguma comorbidade morreram em decorrência da doença no estado. O levantamento mostra 230 pacientes que não tinham nenhuma condição pré-existente foram vítimas do novo coronavírus até essa terça-feira.

Fonte: G1
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA