Compartilhe essa Notícia:

Familiares da falecida por outro lado afirmam que a morte aconteceu em decorrência de tuberculose pulmonar.
Nota de esclarecimento publicada pelo Prefeito Laércio Arruda

Nas últimas horas, uma publicação no status do Instagram do Prefeito Laércio Arruda causou um reboliço na cidade de Lago do Junco. O gestor informou que Lago da Pedra tinha chegado à 32 óbitos por coronavírus, porém, ele foi notificado posteriormente que a última paciente registrada não era lagopedrense, mas sim de Lago do Junco, residente do Povoado Pote. 

O prefeito afirmou em seguida que o Boletim Epidemiológico seria corrigido, fazendo a cidade voltar a contabilizar 31 mortes pela doença. No comunicado, ele relatou ainda que sua equipe entrou em contato com servidores de Lago do Junco, que chegaram a relatar que o óbito da paciente não estava contabilizado naquela cidade. 

Porém, familiares e parentes da suposta vítima por Covid-19 desqualificaram toda a informação, relatando nas redes sociais que a senhora sofria de problemas de tuberculose pulmonar. De acordo com a família, ela realizou testes de coronavírus tanto em Lago da Pedra como em Caxias, tendo os dois resultados dado negativo.

Enquanto isso, a SEMUS de Lago do Junco não informou nenhuma morte pela doença, possivelmente por aguardar o atestado de óbito contendo as informações exatas do falecimento da vítima. O que se sabe até o momento é que ela já estava há alguns meses com tuberculose pulmonar e precisou ir várias vezes ao hospital, o que levanta a possibilidade de que em uma dessas informações ela possa ter contraído a Covid-19. 

Porém, a família informa que os papéis de óbito não constam nenhuma informação sobre o coronavírus como causa do seu falecimento.  

Lago do Junco é um dos municípios da região com o menor número de pessoas infectadas pelo coronavírus e segue sem nenhuma morte confirmada pela doença.



Boletim Epidemiológico de Lago da Pedra atualizado.
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

4 Comentários

  1. E do Junco mesmo. Na realidade no junco tem vários casos que o prefeito não divulga . Afinal todos vão pra Lago da Pedra porque no junco nem médico tem.

    ResponderExcluir
  2. Aqui no Junco tem mais de 50 casos. Só não está é contabilizado. É triste! Infelizmente não é um município com poucos casos

    ResponderExcluir
  3. Verdade a curva tá crescente e pior que muitos juncoenses não tá nem aí pra prevenção.

    ResponderExcluir
  4. Carlinhos,o prefeito Laércio arruda,baseado não sei em qual tipo de ciência,liberou o funcionamento de bares em lago da pedra causando grandes aglomerações no final de semana passado,essa atitude do prefeito é um crime contra lago da pedra.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA