Compartilhe essa Notícia:


A prefeitura de Igarapé Grande, através da Secretaria Municipal de Saúde, vem investindo na compra de testes rápidos pra facilitar e auxiliar no diagnóstico do Covid-19. Com uma população de mais de 11 mil habitantes e um número expressivo de contaminados, a cidade conta com uma equipe diversificada de ótimos profissionais, que tem desenvolvido um excelente trabalho. O município conta ainda com apoio do Nasf e demais secretarias.

Na linha de frente desse trabalho está a ação da Prefeitura, que não mediu esforços para honrar o compromisso de zelar e cuidar da saúde da população com responsabilidade. O prefeito Erlanio Xavier investiu pesado no combate à pandemia, ao comprar uma grande quantidade de Testes Rápidos que descobrem, precocemente, se alguém está ou não contaminado pela Covid-19.

Vale ressaltar que, independente do número de contaminados, Igarapé Grande só teve dois óbitos em decorrência do novo coronavírus, e o número de recuperados chega quase a 500 pessoas.


Segundo o coordenador do NASF (agora Centro de Reabilitação)Célio Richarlisson, o aumento de pessoas positivas da Covid, segue com o aumento de pessoas recuperadas. “Tudo isso graças a Prefeitura de Igarapé Grande que tem investido em insumos médicos, para sanar os problemas de saúde da população em detrimento ao coronavírus”. Afirmou o coordenador.

E ainda que o coronavírus esteja presente em quase todos os 217 municípios maranhenses, a Prefeitura de Igarapé Grande saiu da tangente da doença, ao adquirir o novo Raio-X Móvel, instalado na Unidade Hospitalar Expedito Lopes Galvão, na MA-122, um sistema inteligente que torna eficaz o diagnóstico de diferentes doenças respiratórias por meio do equipamento, principalmente os pacientes com Covid-19.



ASCOM – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Igarapé Grande (MA).
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

3 Comentários

  1. Ele não e top ele e 5 Fazenda

    ResponderExcluir
  2. Carlinhos, nós dê notícias do poste ou do Francisco pré candidato a prefeito de Poção de Pedras.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA