Compartilhe essa Notícia:


O Secretário Municipal de Educação de Trizidela do Vale, Chico da TV, apresentou nesta segunda-feira (3) aos vereadores, sindicato e conselho de educação um calendário para uma possível volta as aulas em 1º de agosto de 2020. Segundo o secretário, o novo calendário trata da volta às atividades escolares de forma a seguir todas as determinações das autoridades de saúde e sanitárias.

"Levamos hoje ao conhecimento do Conselho Municipal de Educação, à Câmara de vereadores e ao Sindicato nossa proposta, que inclui aulas aos sábados com início dia 01/08/2020 e término dia 28/02/2021, contando assim como ano letivo de 2020. Se nossa proposta for aceita por essas autoridades, é importante que o próximo secretário (a) e prefeito (a) cumpram este calendário, para que somente desta forma nossas crianças não sejam prejudicadas com um direito que é delas, a educação." Frisou o secretário.

Na oportunidade, o secretário informou ainda que o protocolo "Trizidela de Volta às Aulas" terá restrições, com um acompanhamento minucioso para garantir a segurança de nossas crianças e profissionais.

O Protocolo Trizidela de Volta às Aulas funcionará da seguinte forma:

Divisão da turma: talvez seja necessário dividir o grupo de crianças e, portanto, só haverá espaço para metade delas em um dia, o que significa dividir a escola em 2 grupos e cada grupo participará em dias alternados para acomodar todos na escola com distanciamento social.

Organização dos assentos na sala de aula: As crianças poderão sentar-se em cadeiras alternadas.

Medidas físicas de distanciamento: Inclui a proibição de atividades que exijam grandes reuniões, escalonando o início e o fim do dia escolar, escalonando os horários de alimentação, tendo a escola em turnos para reduzir o tamanho da turma.

A equipe escolar:  começará uma semana antes para garantir que tudo esteja limpo e organizado.

Treinamento da equipe: devemos treinar em todos os pontos indicados neste protocolo. Corpo docente e o pessoal não docente.

Transporte Escolar: O motorista do ônibus e a equipe de suporte devem desinfetar e higienizar o veículo duas vezes ao dia;

Garantir que todas as crianças e funcionários do ônibus usem máscaras o tempo todo e planejem um arranjo de assentos bem espaçado;

A busca e entrega das crianças podem ser reorganizadas para manter o distanciamento;

O atendente de ônibus deve receber um termômetro e verificar a temperatura da criança ao buscá-la;

O atendente e o motorista do transporte devem aprender regras de higiene, lavagem das mãos e distanciamento social;

Verificar se há álcool em gel ou líquido (70°) para higienizar as mãos, disponível o tempo todo, no transporte. Faça as crianças usá-lo quando necessário.

Checando a temperatura: Nas escolas é obrigatório termômetros digitais de longo alcance e de boa qualidade;

Uso de luvas descartáveis, especialmente se muitas pessoas usarem o mesmo termômetro;

Verificações de temperatura, máscaras, distanciamento social e lavagem regular das mãos ou higienização obrigatória para todos os funcionários e crianças;

Crianças ou funcionários com febre de 38°C, ou mais, ou outros sinais da doença não devem ser admitidos no estabelecimento escolar.

Usar máscara facial é obrigatório para todos - professores, funcionários e Familiares.

O secretário Chico da Tv, disse ainda que, até a descoberta de uma vacina ou de um medicamento eficaz contra a Covid-19, o sistema de educação terá de aprender a conviver com a doença. Reforçou que o principal método para recuperação de conteúdos deve ser a forma presencial de ensino, uma vez que nem todos os alunos têm acesso facilitado a meios não presenciais. "Vamos ter que superar algumas práticas, porque o momento exige soluções diferenciadas", finalizou o secretário.
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

8 Comentários

  1. Muito estranho, em meio pandemia, falarem reinício de aulas. Por isso é que sempre digo esse pessoal só tem zuada.

    ResponderExcluir
  2. so pode ser louco um cara desse,porque que ele nao bota o filho dele no meio de aglomeraçao se e isso que ele quer

    ResponderExcluir
  3. Não há mínima condições de falar em retorno escolar,agora em agosto,já adianto minha filha não vai enquanto não houver segura suficiente,todos os dias os casos só vem aumentando em Trizidela do vale, infelizmente não tem condições mesmo!

    ResponderExcluir
  4. nenhum lugar do mundo tem o seu retorno das aulas pelo os altos numero de contaminação do covid e óbitos tmb....ai esse cara fala em retorno das aulas em trizidela.....cara me fala uma coisa....deve ser piada né......esse cara é secretário de educação???.

    ResponderExcluir
  5. amigo secretário coloque as aulas remotas....cada um na sua casa..seguro....vc deve ter consciência do que ta falando hein!!!!

    ResponderExcluir
  6. Poxa vida caros educados, uma coisa que ainda vai ser planejada pra agosto, sem uma certeza ainda! E pelo que vejo não está sendo pensando de qualquer maneira, tá sendo feito estudo e uma logística pra que isso aconteça, mais o olhar negativo e julgador sempre será mais vulgar, o alimento do ego e do ódio! Avida n voltará ao normal então? Não teremos escolas funcionando, nem restaurantes e etc? Ninguém é tão louco pra deixar que as crianças voltem as escolas de qualquer forma, pelo q vejo será muito mais trabalhoso dessa forma aí, em dias alternados, do q se fosse de fato normal diariamente, sejamos menos inflável e vejamos que colocar álcool onde já tem fogo, nem de perto será a solução! E temos a sugestão de simplesmente não levar as crianças de volta pras escolas!

    ResponderExcluir
  7. Merenda tem que ser servida em recipiente descartaveis, as cadeiras tem que ser higienizadas todos os dias, digo isso pq só vejo falarem em lavar as mãos com sabao e após uso do álcool em gel, resumindo é possível voltar com segurança, mais para que isso aconteça é preciso gastar é preciso ter verba, pois só se ouve reduçao despesas pelas prefeituras.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom o debate, claro que nada voltará ao que era antes, eu não seria irresponsável e chamar as crianças de volta sem segurança, mais o que temos de fazer é nos preparar e planejar, caso as autoridades do estado determine porque o governo federal já disse que será em agosto o estado tem um planejamento para 15/06, o que eu vejo é que tem muita gente politizando as coisas, ao invés de apresentar uma proposta somente critica o que esta sendo pensado, e sim minhas irmãs e eu e minhas filhas sempre estudamos em escolas públicas. sobre as aulas remotas eu até falo na matéria, seria como levar aulas a quem pode e as classe que não tem acesso a rede ficaria de fora, isso eu não concordo!

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA