Compartilhe essa Notícia:


O Secretário Municipal de Saúde de Marajá do Sena, Bruno Henrique, recentemente publicou um vídeo em que refuta um boato que circula principalmente na zona rural do município. A Fake News compartilhada por alguns moradores acusa a prefeitura de querer testar positivo o maior número possível de casos do novo coronavírus, com a finalidade de receber mais recursos financeiros. 

Porém, tal medida não condiz em absolutamente nada com a realidade, uma vez que o município não recebe dinheiro nenhum com base no número de pacientes que adoecem pela Covid-19. O dinheiro que até o momento foi repassado à Secretaria Municipal de Saúde para combater a pandemia veio do Ministério da Saúde, trata-se de um repasse que todos os municípios do Brasil receberam, no qual Marajá do Sena foi contemplado com R$ 17.765,00 (dezessete mil, setecentos e sessenta e cinco reais). 

Com o valor, foi possível desempenhar diversas ações, tais como a compra de 200 testes rápidos, além da aquisição de máscaras, luvas e medicamentos para combater o coronavírus. "Que a população entenda, nosso objetivo não é adoecer as pessoas, ou torná-las doentes ou testá-las positivas para receber dinheiro por isso. Esse tipo de coisa nem sequer é possível. Nosso objetivo é testar as pessoas para realizar o tratamento precoce, até porque, o que se comenta muito na zona rural não condiz com a realidade. Nenhuma prefeitura recebe dinheiro por paciente doente, em vez disso, recebe por população total, o que chamamos de 'recurso per capita", disse o secretário Bruno Henrique.

Outros recursos destinados ao combate à pandemia ainda estão sendo estudados pela Câmara Federal, pelo Senado e pelo próprio Presidente da República, Jair Bolsonaro. Porém, eles ainda não foram repassados ao município, mas caso sejam, será feita uma prestação de contas de forma especial, particular. 

No final da gravação, o secretário reiterou o compromisso que a Prefeitura de Marajá do Sena possui com o gasto público, adotando uma postura de respeito e consideração pelas pessoas nesse momento de crise. 
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA