Compartilhe essa Notícia:


Entregue pelo Governo do Estado para fortalecer o enfrentamento ao coronavírus e oferecer atendimento de urgência e emergência na Região de Pedreiras, o Hospital Dr. Rubens Jorge, em Lago da Pedra, já contabiliza 2.460 atendimentos ambulatoriais em quase dois meses de funcionamento. Atualmente, a unidade hospitalar presta atendimento a 21 diagnosticados com a Covid-19 e que se encontram internados recebendo tratamento. 

“Quando inauguramos o Hospital em Lago da Pedra, tínhamos tanto a intenção de aumentar a nossa estrutura assistencial especializada contra o coronavírus, quanto também disponibilizar à população atenção em saúde com qualidade. Nosso objetivo é deixar um legado, que são estruturas modernas, equipadas e com pessoal capacitado para oferecer tratamento digno a todos”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. 

Atualmente, 4 pacientes em UTI e mais 17 em enfermaria estão recebendo assistência especializada para tratamento contra a Covid-19. Além da internação, o Hospital de Lago da Pedra também realiza atendimentos ambulatoriais, com consultas, testes rápidos, tomografia, raio-x e outros exames. 

Em junho, a unidade hospitalar fez 1.260 atendimentos ambulatoriais e em julho outros 1.200. “O Hospital Regional Dr. Rubens Jorge está sendo referência no combate à Covid-19, tanto para a cidade de Lago da Pedra, como para a região. Com o apoio de uma equipe multiprofissional, temos realizado atendimento de forma eficaz, com consultas e exames, tudo a serviço da população”, destacou a diretora geral Solange Vieira. 

Para o professor municipal de língua portuguesa e literatura, José Haroldo Evaristo Cavalcante, de 48 anos, uma frase resume todo o tratamento recebido: Força e Gratidão. “No dia 11 de julho eu comecei a sentir os sinais e sintomas, mas dois dias depois não aguentei e busquei ajuda. Fui para o Hospital Professor Serra de Castro, aqui mesmo em Lago da Pedra, e de lá vim transferido para o Dr. Rubens Jorge, onde fiquei internado na enfermaria por cinco dias”, narrou. 

“No que se diz respeito ao transporte, receptividade, assistência psicológica e medicamentosa, eu fui muito bem acolhido em tudo. O tratamento humanizado que recebi colaborou com a recuperação mais rápida. Isso pode ser traduzido como atenção aos detalhes, coisas simples como compaixão, dedicação e carinho”, detalhou o paciente recuperado que agora continua seguindo as recomendações médicas em casa. 

O hospital dispõe de equipe composta aproximadamente 180 profissionais, todos contratados através do processo seletivo simplificado. São médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais, bioquímicos, farmacêuticos, psicólogos, técnicos em radiologia, técnicos em laboratório, técnicos em segurança do trabalho, agentes de segurança e maqueiros.
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

2 Comentários

  1. Cadê a citação da fonte? A notícia foi pega só site do Governo do Estado.

    ResponderExcluir
  2. Chora bando de sangue suga kkkkkk acho lindo esses comentarios de bezerro desmamado kkkkkk chora não bb

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA