Compartilhe essa Notícia:

Conforme o projeto, a Bíblia deve estar, de forma obrigatória, no acervo de todos os estabelecimentos penais do Maranhão.

Um projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) vai diminuir a pena de presidiários que lerem livros da Bíblia. O projeto foi apresentado pela deputada estadual Mical Damasceno (PTB) e foi aprovado com a totalidade dos votos dos parlamentares presentes.

Conforme o projeto da deputada, a Bíblia deve estar, de forma obrigatória, no acervo de todos os estabelecimentos penais do Maranhão, onde a sua leitura também contará para redução de pena.

“A Bíblia sempre foi agente de transformação na vida das pessoas. Ela é o nosso alicerce, servindo de base, inclusive, para muitas constituições democráticas, à exemplo da nossa Carta Magna de 1988. O Evangelho de Cristo e a ministração da Palavra têm feito a diferença na vida de muitos detentos, por meio do trabalho missionário que é feito nos presídios", justificou a deputada.

Pelo projeto de lei, a remição pela leitura vai permitir que o preso já condenado, a cada leitura de uma obra, reduza quatro dias de pena da sua condenação, possuindo o limite de 12 obras por ano.

"Nada melhor do que permitir também que a Bíblia ajude na redução de pena e, consequentemente, seja meio de transformação na vida daqueles que desejam mudar suas vidas durante e após o cumprimento de sua pena”, destacou a parlamentar.

FONTE: G1
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

4 Comentários

  1. A vida das família que eles destruíram vai mudar tbm ? tinha que ter era pena de morte, governo ridículo. Só podia ser projeto do PTB o novo PT do Brasil.

    ResponderExcluir
  2. BANDO DE ANALFABETO O CÓDIGO PENAL É CONSTITUCIONAL SÓ O CONGRESSO NACIONAL PODE MUDA

    ResponderExcluir
  3. É isso que dar eleger gente sem preparo para legislar. A preocupação é somente com o criminoso, as famílias destruídas que se virem. Resumo, pratique crime que as leis e os parlamentares encontrarão um jeitinho de facilitar. Atenção eleitores da deputada, tirem o cabresto e a venda dos olhos... argss

    ResponderExcluir
  4. Agora aí é ser superior ao ridículo! Nojo, agora manda levar eles pra casas desses deputados. DUVIDO SE ELES QUEREM..........

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA