Compartilhe essa Notícia:


Nesta semana, servidores do município de Lago Verde (MA) se reuniram em frente ao Ministério Público de Bacabal, como forma de protesto em razão do atraso nos salários da prefeitura. Com cartazes em mãos, os trabalhadores gritavam palavras de ordem durante o protesto.

Segundo informações, desde o início do mês, os servidores públicos lagoverdenses já haviam se unido para reivindicar seus salários, o terço de férias referente a 2019 e 2020, e o décimo terceiro. No entanto, na última sexta-feira (11), com a cassação do mandato do atual prefeito Francisco Clidenor, Jesus Coquinho assumiu o cargo de prefeito da cidade, impossibilitando que a situação fosse resolvida.

No período da tarde, os servidores foram informados de que Francisco Clidenor estaria no Banco do Brasil. Com isso, os manifestantes foram até ao encontro de Clidenor e o cercaram, exigindo uma resposta favorável ao problema dos atrasos no pagamento.

Na manifestação, os servidores confrontaram o ex-gestor na porta do Banco, gerando um pequeno tumulto. "Eu te elegi, juntamente com o povo de Lago Verde, foi para administrar e não para roubar nem deixar outra pessoa roubar, não!", disse um servidor.

Os professores do município contam que não houve respostas por parte dos secretários, e que há algum tempo foi percebido que o dinheiro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) não tem sido repassado. O sindicato dos professores já entrou com uma ação, e aguardam retorno.




⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA