Compartilhe essa Notícia:


O sindicato que representa os profissionais da educação do município de Paulo Ramos entrou com mandato de segurança no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ/MA) solicitando o bloqueio dos recursos do FUNDEB da Prefeitura para garantir o pagamento do 13% salario dos servidores. O TJ/MA julgou procedente o pedido diante da situação em que os moradores sofrem depois das eleições do último dia 15 de novembro.

O Desembargador Lourival de Jesus Serejo Sousa, plantonista, sensibilizado com a situação do município de Paulo Ramos, onde o atual prefeito Deusimar Serra (PCdoB), abandonou a cidade depois da derrota e atendendo aos apelos dos professores e demais servidores, determinou o imediato o bloqueio do Fundeb da Prefeitura para garantir o pagamento dos funcionários públicos do município.

Desembargador mostrou preocupação com o uso do recurso da educação em ouras finalidades, já que o mandato do atual prefeito encerra no próximo dia 31. 

“Nesse sentido vislumbra-se claramente a possibilidade de ocorrência de lesão irreparável ao patrimônio público e ao direito de servidores, caso o bloqueio requerido venha a ser realizado somente em momento futuro, pois sabiamente, o atual mandato eletivo já se encerra em 31/12 2020, e caso não haja a contrição das contas, o dano poderá ocorrer a utilização dos recursos depositados em favor do município em finalidades diversas, materializado lesão irreparável a implicar na perda superveniente do interesse jurídico, que ensejou a propositura da ação popular originária, que voltada a propiciar mecanismo para uma regular gestão do patrimônio público”, disse o desembargador. 

Como já era de se esperar, Deusimar Serra, vai sair do mandato em uma das piores situações, sem puder se quer usar de sua prerrogativa gerenciar os cofres do município, ficando assim a cargo do judiciário.

O despacho foi assinado no dia 26 de dezembro de 2020, veja os prints.






⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

13 Comentários

  1. Aqui em poção,será se o sindicato fará algo?

    ResponderExcluir
  2. Mundinho já disse que não pagará mais ninguém por aqui.

    ResponderExcluir
  3. Cascaria vai soltar uma bomba nas mãos do Francisco.Segundo as más línguas,ele disse que não tem recurso para pagar tudo que falta ,e que Francisco terá que negociar a seu critério

    ResponderExcluir
  4. Poção como sempre matando o Natal e Réveillon dos professores... Prefeito bom vai sair devendo (roubando) o mês de dezembro, metade do décimo e o terço de férias... Arrocha

    ResponderExcluir
  5. Vcs brigavam por Cascaria agora tá reclamando dele fica calado fica com atividades sem reclamação

    ResponderExcluir
  6. em lago do junco está com 3 meses atrasado os contratados, decimo terceiro do concursados atrasado e o osmala disse que nao vai pagar kkkkk a socorro arruda era a unica que colocava na justiça agora ta do lado do osmala kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Bem feito, pocao de pedra e cidade de povo mesquinho se vendem por qualquer minxaria, agora ta ai e tome lambuja tomara q no paguem nimguem, pra aprenderem tiveram chance de mudar e agora tome merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tirar o cascaria e colocar o jhúlio é uma mudança,seu animal?Todos são farinha de um mesmo saco e com o mesmo instinto selvagem de devorar o dinheiro do povo.

      Excluir
  8. Bem feito!!Cascaria foi traído por muito professores que estavam se programando para ficar recebendo sem Trabalhar.Tacaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem cá,auguma notícia sobre manel adrade

      Excluir
  9. Tá escondido e revoltado por ter erado dinovo

    ResponderExcluir
  10. E o mês e o décimo terceiro de pedreiras qndo vai sair????

    ResponderExcluir
  11. Ei cade caio carlos, unico q batia de frente com o xascaria, se vendeu pra ele por uma simples secretaria, cabra fraco. pensei q era homem de fibra.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA