Compartilhe essa Notícia:


Cadê o Ribamar?


O desaparecimento do jovem José de Ribamar, de 25 anos, ainda repercute muito no município de Bacabal. Ele trabalhava como vaqueiro em uma fazenda que pertence a parentes de um policial envolvido na morte do empresário Marquinhos. Suspeita-se que o homicídio do empresário e seu desaparecimento estejam ligados, uma vez que ele também foi conduzido por policiais na última segunda-feira (1º), por volta das 13h, e desde então, nunca mais foi visto. 

A ausência do vaqueiro começou a ser informada por José Roberto Ferreiro Leitão, pai do jovem. Desde então, muita dúvida tem sido lançada sobre o que aconteceu com Ribamar. 

Na manhã da sexta-feira (5), um grupo de pessoas que, incluiu amigos, familiares e cidadãos indignados com os casos de violência recentes se mobilizaram pelas ruas de Bacabal. A manifestação em apoio aos familiares de Ribamar cobrou Justiça das autoridades e contou com moradores dos bairros Vila Frei Solano, Novo Bacabal (bairro em que a vítima morava) e Centro. 

O protesto com faixas e cartazes foi feito em frente à 16ª Delegacia Regional de Bacabal e, na ocasião, uma das manifestantes, Francisca do Caldo, informou à imprensa local que os pais de Ribamar estão desamparados e há dias sem dormir, uma vez que o paradeiro do jovem ainda é desconhecido.

"A família de Ribamar, e nós também, estamos todos sofrendo muito, queremos encontrá-lo. Se a polícia o conduziu, deve dizer onde ele foi parar, ele é pai de família e os pais estão sofrendo muito, eles estão aflitos e nem aguentaram nos acompanhar. Isso é um pedido de socorro", disse Francisca. 

Veja as reportagens abaixo:



"Meu coração está despedaçado. Tem três dias que não almoço, não janto, não durmo... sinto muita saudade do meu filho.", disse a mãe do jovem. 

Mãe de José de Ribamar

- Com informações dos Repórteres Ray Lima (TV Mearim) e Romário Alves (Difusora)
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

2 Comentários

  1. Qual foi o motivo de tudo isso ter acontecido

    ResponderExcluir
  2. Talvez os políciais pensaram k o vaqueiro tava envolvido no roubo,e mataram o coitado torturando,deve ter sofrido muito até morrer

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA