Compartilhe essa Notícia:

Jogadores do BEC confrontando os torcedores do Fúria do Mearim em pleno treino

Na tarde de ontem (22), uma confusão generalizada aconteceu durante o treino do Bacabal Esporte Clube (BEC), time mais popular do município. 

De acordo com informações, os jogadores estão hospedados num hotel sem estrutura e não estão recebendo alimentação adequada. Para piorar, a torcida organizada do time chamada "Fúria do Mearim" compareceu durante o treino para cobrar os jogadores sobre a derrota sofrida no último sábado contra o Sampaio Corrêa. 

Um dos membros da torcida teria cometido o crime de injúria racial contra um dos jogadores ao chamá-lo de "macaco". Na confusão, os torcedores também chamaram o presidente do time de ladrão, criticando a gestão que o BEC vem recebendo. 

Diante das provocações, os jogadores se revoltaram, abandonaram o treino e foram em direção ao grupo de torcedores do Fúria do Mearim. No momento, um confronto físico parecia iminente, até que a Polícia Militar foi chamada para intervir. 

Membro da torcida organizada Fúria do Mearim, comparecendo na delegacia

O técnico do BEC também foi responsável por controlar a situação ao pedir para os seus jogadores descessem da arquibancada e voltarem para os vestiários. 

Um dos jogadores que alegou ter sido ofendido, e o torcedor que supostamente teria proferido a palavra racista tiveram que comparecer na 16ª Delegacia Regional de Polícia Civil. 

O Bacabal Esporte Clube tem histórico de confusão quando ocupa a 1ª divisão, muitos afirmam que isso se dá por conta da falta de apoio que o time recebe da diretoria, o que diminui o potencial do BEC de angariar mais investidores, principalmente nesse momento de crise. 

Veja os vídeos da confusão abaixo.  


⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA