Compartilhe essa Notícia:


Na tarde desta sexta-feira, 05 de março, o prefeito Deibson Balé e o coordenador da Defesa Civil Municipal de Trizidela do Vale, Otone de Sousa, receberam no gabinete do Palácio Municipal membros da Defesa Civil Estadual, nas pessoas do capitão Rodrigues e sargento Conrado, onde ali estiveram conversando assuntos pertinentes a situação atual do município em razão da cheia do Rio Mearim.

Segundo dados da Defesa Civil, até às 10h da manhã de sexta-feira, o número de famílias desabrigadas somava 56, famílias desalojadas 25, famílias atingidas 81 e 260 pessoas atingidas.

De acordo como capitão Rodrigues da Defesa Civil Estadual, eles foram designados ao município pelo coronel Célio Roberto, que ao tomar conhecimento da evolução do nível de água do Rio Mearim, de imediato encaminhou a equipe para verificar essas regiões inundadas e começar a fazer um levantamento que será encaminhado ao Governo do Estado para que possa tomar as medidas necessárias no que tange a contribuir com essas famílias como é de praxe todo período de enchente. 

Em conversa com o prefeito Deibson Balé, ele agradeceu a presença da equipe por estar presente nesse momento vivenciando de perto a dificuldade que essas famílias enfrentam por conta da cheia e ao mesmo tempo agradeceu a colaboração dos colegas prefeitos das cidades vizinhas que tem contribuído o bastante com carros para mudanças dos desabrigados. 

O prefeito salientou que apesar do momento de pandemia, todas as equipes tem trabalhado o bastante no sentido de garantir abrigos com número razoáveis de famílias, evitando aglomerações para não disseminação o vírus. 

Pensando nisso, a prefeitura,  através da Secretaria de Assistência Social já esteve realizando em todos os abrigos a entrega de kits de limpeza, e como é de costume a distribuição de leite e pão como forma de contribuir e garantir mais alimento para todos que estão fora de suas casas e abrigados em locais improvisados pela prefeitura.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Trizidela do Vale.

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA