Compartilhe essa Notícia:

Cartazes depredados localizavam-se na cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo; ‘Se tivesse vacina, o comércio estaria aberto. Mas não teve’, estava entre as mensagens

Para o Movimento Acredito, o protesto via outdoors configura-se como uma estratégia para atingir um público amplo, localizado fora das redes sociais

Organizada pelo Movimento Acredito, a ação que montou outdoors com mensagens críticas à ação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no enfrentamento ao novo coronavírus tem causado polêmica entre apoiadores e opositores do governo federal.

Entre os 25 cartazes distribuídos por São Paulo e Minas Gerais, ao menos dois foram destruídos menos de 24 horas após serem instalados. Em Mogi das Cruzes, cidade onde os outdoors instalados foram depredados, a empresa que montou os cartazes concordou com a ação desde que os suportes fossem de ferro, a fim de minimizar a possibilidade de danos. Uma das peças publicadas localizava-se no Centro Comercial da cidade, a 15 metros de altura.

Para que a ação acontecesse, críticos ao governo doaram R$ 50 mil ao Acredito por meio de vaquinhas online. Segundo o movimento, a maioria das empresas procuradas se recusou a instalar os outdoors – algumas por medo de represálias e danos às estruturas do cartaz e outras por terem o governo federal como cliente. Por exemplo, em São Paulo, onde oito outdoors ainda serão instalados, 80 empresas foram acionadas, mas apenas três aceitaram o trabalho devido ao medo de depredação das estruturas e preocupação de perseguição jurídica.

Para o Movimento Acredito, o protesto via outdoors configura-se como uma estratégia para atingir um público amplo, localizado fora das redes sociais. “Se tivesse vacina, o comércio estaria aberto. Mas não teve”, “Cemitérios cheios. Geladeiras vazias. Bolsonaro é o culpado!” e “Esse governo é uma zona. O Brasil não aguenta mais! Jair! Pede pra sair!”, estão entre as mensagens carregadas pelos cartazes.

Fonte - Jovem Pan

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

16 Comentários

  1. A escoria desse pais vai perder o juizo de vez kkkkk
    BOLSONARO PRESDENTE DO POVO!!!!!!!
    BOLSONARO MELHOR PRESIDENTE QUE O BRASIL JA TEVE!!!!
    FECHADO COM BOLSONARO!!!!!!!
    BOLSONARO 2022 PRESIDENTE!!!!
    O BRASIL ACIMA DE TODOS E DEUS ACIMA DE TUDO!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala isso ao vivo.mostra tua cara safado pro povo que ta morrendo de fome e de doença te ver.Defedendo politico safado que nao ta nem ai pro povo

      Excluir
  2. Já sabemos que são esses que mandam fazer esses outdoors..os mesmos de 2018, a cantilena era " Diatador" Homofobico" e blá...blá...bla...bla..

    Agora tão vindo com.outros adjetivos pra Bolsonaro pra ver se cola

    ....kkkkk

    Não adianta esquerdistas, esquerdalhas...comunistas disfarçados de boas intenções...o POVO JA CONHECI ESSES LOBOS..nunca mais vcs retornam os poder FEDERAL..

    ResponderExcluir
  3. Achei pouco, porque deixaram os suportes em pé. Dariam bôas achas de lenha.

    ResponderExcluir
  4. tinham que espalhar por todo país....o que esse senhor ta fazendo com o Brasil é inadimissivel...

    ResponderExcluir
  5. Todos os chupa ovo bolsonarista são corno!

    ResponderExcluir
  6. Falou os Jumento que o ex presidiário tirou da pobreza tém condição de comprar ném 1 saco de carvão chupa petista burro 20 anos de roubo roubo e mais roubo

    ResponderExcluir
  7. pior presidente que o brasil ja teve alem de ser doido, e da milicia, filhos ladroes,e um fdp de primeira ha meus 30 anos de idade para eu ir la em brasilia

    ResponderExcluir
  8. Só quem voto nesse verme são esses burguês safado que não vive sem mama além de corno pra defender outro boi

    ResponderExcluir
  9. O povo perece por falta de conhecimento.
    O erro que estão atribuindo ao Presidente é de todos nós e começa pela base.
    A exemplo disso vamos analisar a prestação de contas dos 100 dias de Pedreiras.
    Observem os números de atendimento na saúde.
    (51 mil atendimentos)
    Significa que Pedreiras está na UTI, se considerarmos a população de Pedreiras e o número de atendimentos constatamos que estamos com um problema seríssimo de saúde pública.
    A quantidade de leitos novos, outro agravante.
    A quantidade de cestas básicas destruídas.
    Tudo isso reflete que os indicadores sociais do município está piorando a cada dia.
    E a forma mais fácil de tentar resolver a situação é procurar um culpado. Sabe por que isso está acontecendo?
    Falta de conhecimento técnico.Quando estão no palanque tudo é resolvido,porem quando assumem se deparam com a realidade.
    E aqui em Pedreiras tem um agravante. O ego.
    A briga de ego aqui é acirrada.
    Vamos ajudar a melhorar esses indicadores, para evitar que com mais 100 dias de governo essas estatísticas aumentem e a saúde, educação e assistência de Pedreiras entre em colapso.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA