Compartilhe essa Notícia:

Elementos são responsáveis por mais de 28 mortes nos últimos dois anos.

No último sábado (26), policiais da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) cumpriram cinco mandados de prisão preventiva em desfavor de suspeitos de integram um grupo de extermínio responsável por dezenas de mortes nos últimos dois anos na Baixada Maranhense.

O grupo já tinha sido preso temporariamente durante uma operação realizada pelo Departamento de Homicídios do Interior da SHPP, no último dia 27 de janeiro. Um sargento da Polícia Militar, identificado como Nilson César, lotado no 10º BPM de Pinheiro, foi um dos alvos.

De acordo com o delegado Felipe César, foram cumpridos os mandados de prisões em presídios nas cidades de São Luís e Pinheiro, onde eles permanecem custodiados. O delegado explicou que a ação conseguiu desarticular a organização criminosa que estava atuando como uma espécie de grupo de extermínio na região.

“É um grupo de extermínio responsável por mais de 28 mortes, nos últimos dois anos, na região da Baixada Maranhense. Temos catalogando mais ou menos isso, como suspeita que sejam esses participantes dessa quantidade grande de mortes naquela área”.

Em um dos crimes, ocorrido em 2020, na cidade de Peri Mirim, a vítima foi alvejada com doze tiros, em uma rodovia, quando se deslocava para a casa da mãe.

SEIS FORAGIDOS

Ao Jornal Pequeno, o delegado Felipe César destacou que com o andamento das investigações e a abertura de novos inquéritos foi possível, além de converter as prisões dos cinco de temporária para preventiva, garantir que mais mandados fossem expedidos contra membros do grupo. Atualmente, seis pessoas são consideradas foragidas.

O trabalho que vem sendo realizado pelo Departamento de Homicídios do Interior, conforme o delegado, tem como objetivo diminuir o número de crimes violentos que cresceu na região da Baixada devido a briga entre facções e pela atividade desses grupos.

“Outras regiões do Maranhão também serão alvo do trabalho para tentarmos diminuir o número de homicídios e tirar os responsáveis de circulação”, frisou.

Fonte: Jornal Pequeno

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

2 Comentários

  1. Seria mais fácil prender os traficantes, aí não teria a guerra entre eles.

    ResponderExcluir
  2. Só falta mandar prender as responsáveis pelas mortes dos alagoanos né.

    ResponderExcluir