Compartilhe essa Notícia:


A operação combate fraudes milionárias no Seguro Defeso e esteve na sede do INSS da cidade

Agentes da PF no INSS de Lago da Pedra/MA


A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (17), a Operação Tarrafa, a qual tem o objetivo de desarticular organização criminosa que perpetrava fraudes milionárias no Seguro Desemprego do Pescador Artesanal – SDPA (também conhecido como “Seguro Defeso”).

Uma equipe da PF composta por três agentes estão neste momento (10h) na cidade de Lago da Pedra/MA. Eles adentraram o prédio do INSS por volta das 7h, mas encontraram apenas o vigilante. Ele informou que a agência não está funcionando e que seus servidores trabalham de forma remota em casa. A equipe deixou o INSS em menos de 10 minutos. Em seguida, os policiais federais se dirigiram a principal rua do comércio da cidade.

Agentes da PF deixando o INSS de Lago da Pedra 

Ainda segundo informações, estiveram em frente a uma agência bancária e outros estabelecimentos, mas sem adentrá-los até o fechamento desta nota (10h).

A movimentação da Policia Federal está sendo acompanhada de perto pela imprensa de Lago da Pedra. Os jornalistas tentaram entrevistar os policiais, porém, os mesmos recusaram, explicando que eles não têm autorização para falar sobre a finalidade da operação naquela cidade.

“Um policial apenas faz anotações em uma prancheta em frente ao estabelecimento e em seguida vão para outro local da cidade, sempre evitando falar com a imprensa”, informou um comunicador de Lago da Pedra.


Vídeos - Daniel Gavião 


Mais informações sobre “Operação Tarrafa”

As investigações tiveram início em 2020, quando foi constituído Grupo de Trabalho envolvendo a Polícia Federal, Secretaria da Pesca (SAP/MAPA), INSS, Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPT/ME), CAIXA e DATAPREV. Os trabalhos efetuados identificaram diversos elementos de fraudes cometidas na inserção dos dados no Registro Geral de Pescador e, posteriormente, no pedido de deferimento do benefício previdenciário.

O aprofundamento dos trabalhos investigativos permitiu à Polícia Federal identificar a utilização de, ao menos, 102 Certificados Digitais de Identificação fraudulentos expedidos em nome de servidores públicos. A organização criminosa, utilizando destes certificados falsos, conseguiu gerar cerca de 436 mil pedidos de SDPA, envolvendo cerca de 400 mil CPFs e com participação de diversas colônias/sindicatos/associações de pescadores.

Os benefícios objeto de investigação na Operação Tarrafa acarretaram pagamentos de aproximadamente um bilhão e quinhentos e vinte milhões de reais a solicitantes em 1.340 municípios.

Nesta data estão sendo cumpridos 180 Mandados de Busca e Apreensão e 35 Mandados de Prisão Preventiva, com a participação de mais de 600 Policiais Federais. As ações estão ocorrendo em 12 unidades da federação: Pará, Maranhão, São Paulo, Ceará, Bahia, Pernambuco, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Tocantins e Piauí.

As investigações apontam o possível envolvimento de 42 servidores públicos. Foram deferidas Medidas de Busca e Apreensão em face de 36 servidores do INSS. Outros 06 servidores da Secretaria de Aquicultura e Pesca, lotados no Pará, além das buscas estão sendo afastados por decisão judicial nesta data.

Os fatos investigados enquadram os membros da organização criminosa nos crimes de estelionato (art. 171 §3º do CP), participação em organização criminosa (art. 2º da Lei 12.850/2013), falsificação de documento público (art. 297 do CP), uso de documento falso (art. 304 do CP), inserção de dados falsos em sistemas de informação (art. 313-A do CP), corrupção passiva (art. 317 do CP) e corrupção ativa (art. 333 do CP).

O nome da operação se refere a um equipamento utilizado para a pesca artesanal, em alusão ao tipo de benefício que é objeto da ação da organização criminosa. Ressalta-se que a Polícia Federal realiza suas ações seguindo todos os protocolos de segurança atualmente vigentes.

Foi adotada logística especial de preservação de todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos investigados, testemunhas e policiais com a finalidade de evitar o contágio do COVID-19. (Com informações da PF/PA).


⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

31 Comentários

  1. Será q chegar em ig grande la e o foco

    ResponderExcluir
  2. Tem um vereador de lago do Junto que já se escondeu kkkkk

    ResponderExcluir
  3. 4mil pescadores em Lago da Pedra, q Lago só tem no nome, o Rio mais próximo fica a 27km, não tem um Lago pesqueiro, e os pescadores esportivos, vão a esse rio a 27km, as vezes trazem 10kg de peixe, rio quase sem peixe, herança maldita do PT q abriu espaço pra fraude em todos os seguimentos, pra fazer política!

    ResponderExcluir
  4. Tem vereadores entoca

    ResponderExcluir
  5. Todos sabem como é que funciona o esquema de receber o dinheiro do pescador aqui na cidade de Lago da pedra não tem nem Rio e várias pessoas recebe o Dinheiro do pescador ou seja gente que nunca pescou na vida recebe o Dinheiro do pescador isso é através de esquema com advogados se não tem Rio não tem peixe se não tem peixe não tem pescador Eles roubando o Dinheiro do governo federal

    ResponderExcluir
  6. Se vierem em Poção levarão muita gente.Aqui tudo é fraudado :diplomas,concursos,auxílio pesqueiro e até bula de medicação

    ResponderExcluir
  7. Tem um rapaz de Paulo Ramos que trabalha no INSS e tá andando até de carro blindado com medo do povo que ele enrolou no inss.

    ResponderExcluir
  8. Para receber o dinheiro do pescador tinha que provar que sua profissão era mesmo pescador tem aqui na cidade de Lago da pedra tem gente que só verve deste esquema

    ResponderExcluir
  9. Agora eu faço uma pergunta quem é que na cidade de Lago da pedra vive da pesca

    ResponderExcluir
  10. Presidente da Câmara se escondeu, KKkk

    ResponderExcluir
  11. Se Lago do Junco que é do tamanho de um ovo tem três colônias de pescadores, imagino Lago da Pedra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vixe Maria 😅😅😅😅😅😅😅😅😅😅😅😅😅😅...pois eu pensei que só seria aqui em lago dos Rodrigues.... kkkkkkkkkkk.
      Pois aí em lago do Junco deve ter muitos pescadores novos a cada ano e até donos de lojas de roupas igualmente aqui em Lago dos Rodrigues.
      Lago dos Rodrigues tem pescador que vc se admira da cara lavada. Dono de loja e comerciante sendo pescador.
      Por isso que as investigações são erradas. O povo sabe mas as autoridades não sabem investigar.

      Excluir
  12. Coitados dos idosos que precisam se aposentarem e tem que pagarem 15 mil reais para poder receber o seu benefícios. Tá uma vergonha !

    ResponderExcluir
  13. Todos os funcionários do INSS de lago da pedra .comercando pelo os vigias estão todos ricos as custa dos idosos

    ResponderExcluir
  14. E bom de vim em poção q aqui tem dois prefeito o que foi ele não manda em nada o rato do Pará e quem da o grito tem uma secretaria de saude q vive so de humilhar o povo se perder uma chave do estabelecimento o funcionario tem que comprar outro trinco mais ela q nem d qui anda nos carros do município p onde quer afff

    ResponderExcluir
  15. Todos os rapazes de 18 anos e quem vive de bar em bar em lago da pedra, lago do Junco, lago dos Rodrigues, Bernardo do Mearim, poção de pedras, e outras cidades próximas são pescadores. Mas pra dividir o benefício aí meio. Isso que todos já sabem! Não tem segredo quanto a isso.

    ResponderExcluir
  16. Bagaceira 😂😂😂

    ResponderExcluir
  17. Nosso País só não quebra porque é rico. Mas essas sanguessugas são perigosas. Viva o trabalhador de verdade. Somos nós que carregamos o Brasil nas costas.

    ResponderExcluir
  18. Em ig grande so tem peixe grande

    ResponderExcluir
  19. Lago dos Rodrigues, que só tem o açude Ricardao, q não cria nem sapo, tem sindicato de pescadores!

    ResponderExcluir
  20. O governo federal tem que acabar com isso a cidade de Lago da pedra tem uma população aproximadamente de 52 mil habitantes nem um destes vive da pesca

    ResponderExcluir
  21. infelizmente nao vai dá em nada, brasil é reduto de vagabundo sanguessuga

    ResponderExcluir
  22. Em Pedreiras quando tem reunião na colônia de pescadores, a rua fica interditada de tanto pescador, mas um detalhe chama a atenção, o rio Mearim quase não tem mais pescador.

    ResponderExcluir
  23. Ladrão diz que rouba porque todos roubam. Ladrão diz que rouba porque se ele não roubar, vem outro e rouba. Ladrão diz que rouba porque o grandões lá de Brasilia roubam. Ladrão diz que rouba por que os politicos roubam.

    Não, você não rouba por isso. Apenas tenta justificar a sua índole desenfreada. Você rouba porque é "LADRÃO" e Ladrão com orgulho por sinal. Roubar, independente dos outros o fazerem. Há quem roube para esnobar, para satisfazer sua luxuria, seu "mau". Detalhe: ainda posam para fotos e selfs cercados de parasitas apedeutas

    Portanto, na 1ª oportunidade, no recôndito de sua volúpia, há esses vermes que roubam. Vai desde uma Comissão de Licitação Permanente ( CLP) de prefeitura, um sindicato, colonia de pescadores ou Auxilio Emergencial.

    Roubar é do SATANÁS.

    ResponderExcluir
  24. Quem é esse vereador que se escondeu kkkkk

    ResponderExcluir
  25. Rapazes isso tudo não vai dar em nada kkkk...primeiro porque o que tão falando aqui, que tudo é verdade, o ministério público não tem acesso e se alguém falar ou denunciar na polícia federal ou no MP eles não fazem nada porque a investigação não ocorre assim. Eles pensam que é perseguição a alguém. Agora aqui em Esperantinópolis, Lago da pedra e lago dos Rodrigues são as três cidades que mais tem divisão de benefícios do pescador ao meio. O pescador só fica com 1500 reais dos 4 mil.
    Por isso que todos os ano os pescadores que tão recebendo são caras novas. Os que já receberam e dividiram não divide mais e por isso que todo ano vão em busca dos garotinhos de 18 anos ou de quem nunca recebeu e que queira rachar ao meio.
    Infelizmente é assim. Nunca vai mudar. Melhor mesmo é aguentar o desmantelo kkkk.

    ResponderExcluir
  26. Eita menino só o que tem é gente escondendo os computadores das colônias e sindicatos dos pescadores kkkk...não vai dar em nada porque eles não sabem o que tá ocorrendo!
    PF tá investigando outra coisa e não essa questão de quem recebe só pra dividir ao meio.
    Só poderia descobrir essa questão se tivesse uma seleção séria e que comprovasse realmente que é pescador e que se fosse o beneficiário que fizesse seu próprio agendamento. Aí sim acabava com essa fraude de pescador indevido só pra rachar ao meio o benefício.

    ResponderExcluir