Compartilhe essa Notícia:

O cidadão conhecido como "Nildo Cabeleireiro", de Marajá do Sena, morreu no Hospital Laura Vasconcelos, em Bacabal no final desta tarde de quinta, 7.

O cabeleireiro ficou ferido após sofrer um disparo acidental de uma arma de fogo artesanal, usada para caçar tatus, conhecida como "badogue".

Segundo informações, o cabeleireiro gostava de caçar animais silvestres. Hoje de manhã ao retornar de uma noite de caça, ao descer da motocicleta, a arma que estava junto ao corpo disparou acidentalmente e o atingiu na região do tórax.

Ele foi levado para o hospital da cidade e em seguida encaminhado para Bacabal em estado grave.

Ele era irmão do Rosa, da Cleonice Confecções e cabeleireiro muito procurado na cidade, inclusive o prefeito era um de seus clientes. O prefeito Lindomar decretou luto oficial na cidade.


O blog se solidariza com familiares e amigos.

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

12 Comentários

  1. Que tristeza grande, esse tal de badogue é muito perigoso, que sirva de exemplos. Que o senhor receba em sua nova morada e console os corações dos amigos e familiares 😢

    ResponderExcluir
  2. Quando ele matava as caças, ninguém reclamava, bebeu do próprio veneno

    ResponderExcluir
  3. Meus sentimentos a toda família

    ResponderExcluir
  4. Que triste ,meus pessame

    ResponderExcluir
  5. Deus console ah família que triste Deus tenha ele num Bom Lugar

    ResponderExcluir
  6. Misericórdia JESUS

    ResponderExcluir
  7. Arma perigosa,e muito usado pelo os caçadores....
    Meus sentimentos a família 💔😢

    ResponderExcluir
  8. Era uma pessoa de bem um grande ser humano,meus sentimento a família

    ResponderExcluir
  9. Mais que tragédia, meus sentimentos a todos familiares

    ResponderExcluir
  10. Não pode caçar e matar animais silvestres, é proibido

    ResponderExcluir