Compartilhe essa Notícia:

O índice de universitárias e universitários que estão recorrendo à prostituição é muito grande.


Hoje em dia tem muita garota de programa que usa o termo “universitária” como propaganda para aumentar seus cachês em encontros sexuais.

O índice de universitárias e universitários que estão recorrendo á prostituição é muito grande. Muitas meninas que fazem programa são universitárias. Tem uma profissão paralela à de estudante.

As fotos acima são de universitárias que colocam seus books na internet para ganhar novos clientes.

Dentro de São Luís, a prostituição já tomou de conta da cidade, desde a prostituta de classe baixa, até a prostituta de classe alta, e o que não faltam são clientes de todos os tipos. A maioria dos homens que procura “favores sexuais” são casados, e aproveitam horários comerciais para procurarem as meninas de programa.

Muitas fazem programa para manterem-se, enquanto outras por vaidade e por gostarem da profissão. Se o índice de prostituição no Maranhão cresceu, é porque a procura aumentou.

Algumas prostitutas usam às vezes até o próprio nome da universidade para se promoverem, arrumar clientes. Acredito eu que os homens que gostam de universitárias que fazem programa é pra enganarem a si próprio, fantasiando que aquela garota é decente e vai ser sincera com ele, mas nada passa de puro profissionalismo.

Fonte: Luís Cardoso

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

20 Comentários

  1. A materiaais estupida desse blog

    ResponderExcluir
  2. Profissão mais antiga do mundo....deixa as meninas faturarem, nada melhor que uma puta pra chamar a gente de 'paixao" amor"kkk

    ResponderExcluir
  3. rapaz não tem outra material pra fazer, por que desde que o mundo e mundo existe protituição, procura falar dos roubos dos politicos, por ta de mais povo tá pagando o pato, então meu amigopeocura uma materias assim pra denunciar esses politico ladrão que tem nosso maranhão que tão rico acusta do nosso dinheiro.

    ResponderExcluir
  4. rapa, desde que o mundo e mundo tem prostituição, então procura uma material pra falar dos politicos ladrão que tem no nosso maranhão, e que estão rico com o nosso dinheirro. ai vem vc falar de prostituição, então vai procura uma lavagem de roupa rapa.

    ResponderExcluir
  5. Deus, tenha piedade!

    ResponderExcluir
  6. Essas pessoas, não querem trabalhar, somente vida fácil! DEUS tenha misericórdia!

    ResponderExcluir
  7. Q vcs tem haver com isso?
    Era pra ter era aqui em pedreiras.

    ResponderExcluir
  8. CARLINHOS,AS BICHAS SÃO GOSTOSAS!!OUTRO DIA LEVEI UMA PARA UM MOTEL E SAI LISO,MAS VALEU A PENA.

    ResponderExcluir
  9. Não são putas, mas modelos.

    ResponderExcluir
  10. ISSO EXISTE DESDE QUE O MUNDO E MUNDO, CRESCEU EM SÃO LUÍS? VAMOS PRIMEIRO ANALISAR SS CAUSAS.

    E, PELO VALOR COBRADO, ELAS SE CUIDAM MUITO BEM

    ResponderExcluir
  11. Só em São Luís não, isso virou moda em todo o Brasil.
    E mulheres de qualidade física!

    ResponderExcluir
  12. Reportagem de 2 anos atrás do blog do Luís Cardoso, kk

    ResponderExcluir
  13. Se os familiares não sabiam, irão ficar sabendo agora depois dessa reportagem, não é possível que ninguém da família ou amigos não reconheçam elas

    ResponderExcluir
  14. Chega de glamourizar a prostituição. Isso não é vida,essas mulheres não são felizes não importa quanto dinheiro ganhem.Isso é triste.

    ResponderExcluir
  15. todos com suas razões,chamar as modelo de puta é desclassificar o trabalho honesto que elas realisão,nos corredores das universidades são o palco dos desfiles, bonitas, cheirosas, perfumadas, agora vai quem deseja, é normal, sou universitário, casado e vejo, mulheres novas, coroas, homens sexuais pescando a comidinha e o salário para pagar a faculdade, tudo normal,ético dentro do patrão da vida. vida que sewgue….

    ResponderExcluir
  16. Em vez de ficarem falando asneiras, postem os sites e whatsapp das meninas. Vamos ajudá-las.

    ResponderExcluir
  17. Tem pessoas que entram nessa vida por necessidade

    ResponderExcluir