segunda-feira, 25 de março de 2019

Atraso na reforma do colégio Newton Bello causa transtornos para alunos e professores em Trizidela do Vale

Atraso na reforma Newton Bello preocupa comunidade escolar
Em Trizidela do Vale, professores e alunos cobram celeridade para a entrega do prédio do Colégio Estadual C.E. Newton Bello, localizado na Rua Santo Antônio dos Oliveira. As aulas na escola foram suspensas em 2018 para reforma. As obras, porém, estão paralisada.

Ainda segundo informações, a obra começou com a retirada do teto, e parou sem previsão de retorno. Alunos e professores temem que o prédio da escola Newton Bello fique abandonado por vários anos, como aconteceu com o prédio do C. E. Olindina Nunes Freire, que precisou da mobilização de alunos para que o governador Flávio Dino finalmente concluísse a reforma da escola.

Durante o ano letivo de 2018 e 2019, alunos e professores foram deslocados para o Salão da Casa Paroquial da Igreja Santo Antônio de Pádua. "Em que pese a boa vontade da Igreja Católica, as salas de aulas são improvisadas, sem estrutura, sem condições de ensino e estão superlotadas", comentou uma educadora. 

As reclamações já chegaram às redes sociais

“Venho através do pedido do diretor, dos professores e em especial dos alunos da escola Newton Bello de Trizidela do Vale, a única escola estadual dessa cidade. As obras nunca deram início, mesmo depois de um pedido do deputado estadual Fernando Pessoa. Os alunos começarem o ano letivo na Casa Paroquial e estão pedindo para voltar para sua escola de origem”, postou Márcio do PCdoB, morador de Trizidela do Vale, em vários grupos do Whatsapp.

Os alunos prejudicados pediram intervenção da Secretaria Municipal de Educação de Trizidela do Vale. A secretária Márcia Maia, em conversa com o blog, demonstrou preocupação com a situação de alunos e professores do Newton Bello. Lembrando que a escola pertence a rede estadual de ensino, portanto não faz parte da responsabilidade da prefeitura. Ainda assim, a secretária externou que já foi procurada por alunos para intervir junto à Secretaria de Estado da Educação para cobrar o retorno das obras e a conclusão da reforma.

Márcia Maia declarou que vai assumir essa missão: “Vamos reunir um grupo de pessoas para se deslocar a São Luís em busca de informações sobre as obras paralisadas da escola, mostrar a situação precária dos alunos e solicitar agilidade na reforma".

O que diz a URE de Pedreiras?

Ainda sobre a reforma, o blog do Carlinhos entrou em contato com a Regional de Educação de Pedreiras e recebeu esta informação.


“Com relação à reforma do C.E. Newton Bello, está parada por causa da empresa; o orçamento do governo do estado abriu somente no início de março; segundo informações, o estado repassará valores para empresa que ganhou a licitação, para ela retornar a obra. Então a demora se deve ao orçamento. Se trata de uma empresa pequena que não tem capital para custear toda a reforma, e espera que o governo pague. Ela deve receber recursos agora no final deste mês para começar a executar a obra”, informou. 


Continua...






Mais

O C.E. Newton Belo tinha uma extensão funcionando no Morro dos Caboclos, comunidade rural mais populosa de Trizidela do Vale. Por alguma razão, a extensão foi extinta e os alunos do ensino médio são obrigados a se deslocar para a cidade de Bernardo do Mearim para continuar seus estudos na escola estadual daquela cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário