terça-feira, 11 de junho de 2019

"Não vamos baixar a cabeça por ter sido barrados, continuaremos lutando pelo GNV no Maranhão", disse Fábio Macedo sobre ser barrado durante visita na Eneva

Na Assembleia Legislativa, o deputado comentou sobre a visita na Eneva.

Durante seu discurso na tribuna da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira(10), o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, Fabio Macedo levou esclarecimentos sobre a visita à unidade Itaqui Geração de Energia da Empresa Eneva, onde a comissão composta pelos deputados Zito Rolim, Leonardo Sá, Ciro Neto, Antônio Pereira e Wendell Lages, teve sua entrada  barrada, mesmo acompanhando o Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq), que é o órgão fiscalizador da atividade industrial e metrologia no estado.


"Não vamos baixar a cabeça por ter sido barrados pela empresa Eneva, durante a nossa visita à Itaqui Geração de Energia, onde estávamos acompanhado o Instituto de  Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq). Ali, não foram barrados os deputados membros da Comissão de Assuntos Econômicos, mas representantes legítimos de 7 milhões de maranhenses, mostrando a falta de respeito e consideração que a Eneva demonstra ao povo do Maranhão, mesmo lucrando bilhões com a exploração da nossa riqueza, que é o Gás Natural", disse Macedo.


Ainda como parte de seu discurso, o parlamentar pedetista ainda destacou o papel dos parlamentares como comissão e reafirmou o compromisso de fazer com que o Gás Natural seja utilizado como combustível veicular no Maranhão.

"Enquanto deputados temos o dever de lutar para trazer mais benefícios para o nosso povo, pois, foi para isso que fomos eleitos. Portanto, continuaremos brigando, arregaçando as mangas e saindo do nosso lugar de conforto, porque as pessoas se cansaram de discursos prontos e querem ação. Tenho certeza que conseguiremos fazer com que o GNV seja uma realidade para a nossa população", finalizou.

Um comentário: