Compartilhe essa Notícia:





Na reportagem deste domingo, as publicações exploram mensagens trocadas entre Moro e Dallagnol a partir de 23 de março de 2016. O então juiz parece preocupado com a repercussão negativa com a divulgação das gravação de Lula e Dilma e todo um pacote de interceptações envolvendo a família do ex-presidente, algumas sem qualquer ligação com as investigações. Havia críticas pelo açodamento de Moro em divulgar os áudios minutos depois de recebê-lo, especialmente por causa do trecho envolvendo Dilma, que como presidenta tinha foro privilegiado, ou seja, fora da alçada de Moro. Outra crítica era o fato de que a captação se dera fora do período legal autorizado. Moro havia sido advertido pelo ministro Teori Zavascki, então relator da Lava Jato do Supremo, e também temia punições no âmbito do Conselho Nacional de Justiça, o que não aconteceu.

Foi neste contexto que ele avaliou que a Lava Jato cometera "uma lambança". A Polícia Federal havia permitido a divulgação de uma lista apreendida em escritórios da Odebrecht que supostamente implicava parlamentares e outros políticos com foro privilegiado em doações ilegais, o que levava o caso para a alçada do Supremo Tribunal Federal. "Não pode cometer esse tipo de erro agora", disse Moro a Dallagnol. O procurador da Lava Jato busca animar Moro e promete apoio: "Faremos tudo o que for necessário para defender você de injustas acusações", escreveu. Em outro momento, Moro critica os "tontos" do MBL (Movimento Brasil Livre), um dos principais movimentos de defesa da Lava Jato e do impeachment de Dilma, por protestarem no condomínio do ministro Zavaski. "Isso não ajuda evidentemente".

Todos os holofotes no STF

A guerra política em torno do caso nos próximos dias deve se dar em duas frentes principais: a política e a jurídica. Na primeira, a oposição tentará manter viva a pressão sobre Moro para coletar assinaturas para uma eventual investigação parlamentar sobre o caso, algo que soa pouco provável à luz das revelações até agora. A segunda e mais importante é o Supremo Tribunal Federal. Uma das duas turmas da corte prevê analisar na próxima terça-feira um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado por corrupção no âmbito da Lava Jato. Lula reclama que não teve julgamento justo dada a parcialidade que atribui a Moro. A equipe legal do petista já pediu que as revelações do The Intercept sejam incorporadas ao pedido.

Ainda não é certo que haverá julgamento —os ministros do STF, como já fizeram em outras oportunidades, sempre podem lançar mão de instrumentos legais para adiar a análise, apesar do desgaste que o movimento provocaria em parte da opinião pública a essa altura. Na sexta-feira, a procuradora-geral, Raquel Dodge, já se antecipou tentando bloquear a investida da defesa de Lula. Ela destacou que "o material publicado pelo site The Intercept Brasil ainda não havia sido apresentado às autoridades públicas para que sua integridade seja aferida" e disse que ainda está sendo investigado se o vazamento foi criminoso. Em linha com Moro, Dodge diz ainda que não se sabe se as mensagens "foram corrompidas, adulteradas ou se procedem em sua inteireza, dos citados interlocutores".

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

22 Comentários

  1. ainda acredito que esse juizinho de mercado está por trás da morte do teori zavask.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil eh diferente msm onde querem prender Juízes pra soltar bandido

      Excluir
    2. Como se esse juiz não fosse bandido

      Excluir
  2. Está claro que esse blog é de esquerda uma vez que ele nunca colocou nada sobre o baile que o juiz deu no senado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que baile? Vc deve estar sonhando! Acorda bolsoimcompetente.

      Excluir
    2. Não tem direita ou esquerda, e certo errado. E só não vê o está acontecendo se for alienado. Eu também não duvido que estão envolvidos na morte do Teori. E ainda tem uns manipulados que acha que esse cara é um herói.

      Excluir
    3. Não adianta, psicopata não tem senso crítico. Quebraram o país com a péssima gestão e dizem que foi a lava jato. Não podemos mais permitir a eleição de algum para qualquer cargo executivo. É só ver a história, socialismo e comunismo não deu certo em lugar nenhum, além da pobreza, mataram milhões de pessoas.

      Excluir
  3. Juiz corrupto esse moro vagabundo tem que ser er preso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrupto ? por acaso foi ele quem afundou e roubou a Petrobras? Idiotas

      Excluir
  4. A PTzada num se acostumou com a taca
    #bolsonaro ate 2088 #chupa Lula

    ResponderExcluir
  5. baile.....tu é louco, só mentiu!!!!

    ResponderExcluir
  6. Bando de vagabundos do pt ficam tudo morrendo. Se lasquem bando de bandidos corruptos

    ResponderExcluir
  7. Povo Brasileiro só vai compreender k a quadrilha k esse juiz tá infiltrado é só pra defender os mais ricos,e cada vez mais tirar os direitos dos menos favorecidos

    ResponderExcluir
  8. Ministro Moro, continue fazendo seu trabalho. O Brasil torce por você.

    ResponderExcluir
  9. Esse juiz de futebol de pelada. So atrasou o pais. Quebrou muitas empresas. E aumentou o desenpregou e miseria no pais. Agora quem sera q ta por tras de toda essa lambanca..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta gente idiota nesses comentários

      Excluir
  10. Esse blog tá sem credibilidade, postando.

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto de ver esse blog mas pelas reportagens que estou vendo vou ter que deixar de entrar nele Isso é uma reportagem péssima seu site que pegou mensagem de forma criminosa Manu manipula na internet

    ResponderExcluir
  12. A questão é a seguinte esse doidim que estar a frete do país não representa nem ele mesmo, a ptzada também já era, o certo pra governar um país seria Ciro Gomes aí sim seria bem diferente do doidim que estar aí.

    ResponderExcluir
  13. Qualquer preiden, menos capitao pateta.

    ResponderExcluir