segunda-feira, 15 de julho de 2019

Suspeitos de envolvimento no assassinato de Cutia ficam calados nos depoimentos


Fabinho e Loiro do Diogo 

Os dois suspeitos de envolvimento no assassinato de Clebson Rodrigues da Silva, o “Cutia de Bernardo do Mearim", foram levados para prestar depoimento à Polícia Civil. No entanto, os acusado, Timótio Mendes de Meneses, conhecido como “Loiro” e Fábio de Sousa Silva, conhecido como “Fabinho”, se reservaram ao direito de permanecerem calados.

“No interrogatório deles aqui, eles se reservaram ao direito de ficarem calado. Perante o juiz, eles também podem ficar calados ou não. Não sei ainda a medida em que isso possa ajudar ou prejudicar eles”, comentou Dr. Diego Maciel, delegado titular da 14ª Delegacia Regional de Pedreiras, responsável pelas investigações.

Os suspeitos foram localizados e detidos na última sexta-feira (12), no Bairro do Diogo, em Pedreiras, onde estavam escondidos. A Polícia Civil chegou até eles depois de uma minuciosa investigação. Um boné usado no dia do crime foi apreendido na casa de um dos acusados.

O delegado regional Diego Maciel, informou ao BC, que os suspeitos já responderam por um crime de roubo praticado contra o própria Cutia.

“Na verdade, os dois já responderam a uma ação penal por roubo majorado praticado em Bernardo do Mearim contra o Cutia. No final de 2016, eles foram acusados de roubo, inclusive, salvo engano, o Timótio, vulgo "Louro", foi condenado a seis anos, algo nesse sentido”, informou.
Dr. Diego Maciel, delegado regional da 14ª Delegacia Regional de Pedreiras 

Diego Maciel detalhou a fase do inquérito.

“A gente está trabalhando para colher mais elementos informativos, com o objetivo de finalizar o inquérito e remeter ao Judiciário, para que o Ministério Público consiga produzir provas, com base no inquérito. Isso fará com que a culpabilidade deles possa ser devidamente comprovada”, explicou.

Ainda de acordo com Diego Maciel, ele tem dez dias para concluir o inquérito.


“O inquérito está sendo finalizado e dentro do prazo legal de dez dias eu vou remeter ao judiciário”, finalizou o delegado regional.

Imagem do vídeo mostra o momento dos primeiros disparos que matou a vítima

O crime

Na tarde do dia 1º de julho do corrente, o “Cutia”, foi vítima de assassinato, quando abastecia o carro no Posto Igarapé, em Igarapé Grande. Dois homens em uma moto se aproximaram à frente do veículo, o garupa sacou a arma e efetuou vários disparos, atingindo Cutia. Ele conseguiu manobrar o carro em disparada, arrancando a bomba de combustível que estava ligada ao veículo pela mangueira.
Cutia estava em seu Corolla quando foi vítima de emboscada na cidade de Igarapé Grande 
Pouco tempo depois, o Corolla colidiu em um poste às margens da rodovia MA-119. A dupla que seguia o Corolla se aproximou, o garupa desceu da moto, abriu a porta do Corolla e executou a vítima à queima roupa.

“Foram aproximadamente 9 disparos contra a vítima”, informou o relatório da polícia. Depois de cometer o crime, os bandidos fugiram, tomando rumo ignorado.  A polícia civil e a polícia militar de Igarapé Grande foram acionadas e iniciaram os procedimentos. Segundo informações, dois suspeitos de serem os executores, foram identificados naquele mesmo dia (01.07.2019).

Os delegados e os investigadores da 14ª Delegacia Regional de Pedreiras, realizaram as investigações em sigilo. De posse de informações, a Polícia Civil pediu a Justiça da Comarca de Igarapé Grande, dois mandados de prisão preventiva e busca e apreensão domiciliar, contra Timótio Mendes de Meneses, conhecido como “Timóteo” e Fábio de Sousa Silva, conhecido como “Fabinho” pela prática do crime de homicídio qualificado, que vitimou Cleberson Rodrigues da Silva, o “Cutia”.

Mais informações 


*Todos os detalhes que levaram a prisão de dois homens suspeitos de serem os executores de Cutia


* Dois suspeitos de serem os pistoleiros responsáveis pela morte do empresário Cutia são presos - https://www.carlinhosfilho.com.br/2019/07/policia-civil-captura-criminosos.html


*Tentativa de homicídio contra Cutia em dezembro de 2018 -  https://www.carlinhosfilho.com.br/2018/12/cutia-e-baleado-durante-tentativa-de.html

*Prisão dos acusados da tentativa de homicídio contra Cutia em dezembro de 2018 -  https://www.carlinhosfilho.com.br/2018/10/dupla-que-assaltou-comerciante-em.html


9 comentários:

  1. A verdade é que o Sr. Cutia foi assassinado pela colaboração da justiça que não pune e não inibe a prática criminosa. Tudo isto sob o olhar passivo e omisso da sociedade. O pior de tudo isso é que os assassinos não cessarão as práticas criminosas, serão amparados pela legislação vigente que é muito boazinha na "ressocialização????"

    ResponderExcluir
  2. A verdade e q e tudo ladrão bandido se merecem

    ResponderExcluir
  3. Eu votaria pra esse presidente incompetente que tá aí, na próxima eleição se ele fosse macho pra fazer uma reforma no código penal brasileiro, mas ele tá preocupado é em encher os cofres publicos de dinheiro, se ele endurecer as leis, pode pegar ele e o filho dele mais tarde, pq pra mim aquele Eduardo é bandido, assim como o pai.

    ResponderExcluir
  4. Tudo isso é na verdade é culpa do PT Kkkkkkkkkkkkkkkkk,oh partido pra ter ladrao

    ResponderExcluir
  5. Tudo isso é na verdade é culpa do PT Kkkkkkkkkkkkkkkkk,oh partido pra ter ladrao

    ResponderExcluir
  6. Barão aperta os ovos dele aí eles falam rapidinho

    ResponderExcluir
  7. Quem gosta de ovo é o Bolsonaro, cheirou os do Trump, gostou, agora vai mandar o filho.

    ResponderExcluir