Compartilhe essa Notícia:

Projeto de Lei Orçamentária de 2020 já está na Assembleia Legislativa e tem previsão de arrecadar com impostos quase R$ 10 bi: 12% a mais que em 2019
Deputados estaduais irão votar na proposta de 2020 somente em dezembro

O governo do Maranhão prevê arrecadar R$ 1,1 bilhão em impostos e tributos a mais em 2020 em relação ao previsto para 2019. O dado faz parte do Projeto de Lei Orçamentária Anual para o próximo ano que já chegou à Assembleia Legislativa para ser votado até o próximo mês. A possibilidade de arrecadar mais no próximo ano é semelhante ao que ocorreu em 2018 quando a proposta de orçamento previa maior arrecadação e para isto foi necessário aumento de imposto. 

Os deputados estaduais devem esperar dezembro para analisar a proposta de lei orçamentária para o próximo ano. A matéria já está na Casa e deverá ser analisada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) já na próxima semana. 

Entre o que está previsto, chama atenção o percentual de aumento na arrecadação de impostos. Pela matéria do Governo Estadual, a arrecadação será 12% maior que o previsto para 2019. 

Governo: não haverá aumento de impostos

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) informou, em nota, que não haverá aumento de impostos em 2020. Segundo a secretaria, a estimativa de aumento na arrecadação será consequência do crescimento na atividade econômica no Maranhão. "A Sefaz informa que a estimativa de aumento de arrecadação é fruto exclusivamente da perspectiva do crescimento da atividade econômica e da expectativa de ganho de desempenho da Administração Tributária", diz a nota. 

Fonte: Imirante
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

3 Comentários

  1. Claro q é 1 bilhão pq esse maldito só sabe aumentar impostos e roubar,a saúde desse Maranhão tá um mer..a educação nem se fala e esse maldito ainda fala q vai ser o presidente,vai só se for do ingerno,infeliz

    ResponderExcluir
  2. Vão votar em Flávio Dino...agora não reclamam....

    ResponderExcluir
  3. Elegeram esse jumento que SÓ AUMENTA IMPOSTOS... agora aguentam...

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA