Compartilhe essa Notícia:



O deputado estadual Vinicius Louro (PL) se pronunciou sobre o caso ocorrido no bairro Itamar Guará, em Imperatriz, onde uma idosa de 92 anos, de nome não divulgado, veio a óbito um dia após um funcionário da Equatorial efetuar o corte de energia de sua residência.



Conforme informações dos familiares, o corte foi realizado em decorrência da conta de energia do mês de janeiro estava em atraso. A idosa, que tinha problemas respiratórios e precisava fazer uso de um aparelho nebulizador, acabou não resistindo.

"O caso deixou a cidade em choque e coloca em dúvidas o tipo de trabalho desumano da empresa Equatorial, que realiza cortes de energia de forma irresponsável e longe do bom senso. O fato também precisa trazer a discussão sobre a necessidade de uma lei que proíba a empresa de realizar cortes de energia às sextas-feiras e finais de semana", disse Vinicius Louro.

"Esse caso absurdo mostra que a empresa Equatorial não tem o menor respeito pelo consumidor, não aceitaram esperar ao menos um dia para que o pagamento fosse efetuado e acabaram realizando o corte, mesmo sabendo que havia uma idosa doente na residência, lamentável, algo urgente precisa ser feito para impedir que casos como esse se repitam", disse o parlamentar.

O deputado Vinicius Louro informou que nesta quarta-feira (5), vai se reunir junto às Comissões da Assembleia Legislativa para apuração dos fatos, no sentido de tomar providências sobre o caso.

"Vamos também entrar novamente com o pedido da lei anticorte; como líder do Bloco Parlamentar Democrático, votei a favor do projeto que, infelizmente, não foi aprovado. Espero que agora, diante deste ocorrido, todos os colegas parlamentares tenham consciência e humanidade para aprovar essa lei tão importante", concluiu Vinicius Louro.


Reveja o  caso 


Idosa de 92 anos morre após ter energia cortada pela Equatorial




⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

7 Comentários

  1. Falta de respeito, desumano, inresponsáveis.

    ResponderExcluir
  2. Acho que as leis, só servem pra pobre mesmo...Eu já ouvi falar que tem uma lei, que se na sua casa, tiver uma pessoa que nessecita de aparelhos de saude, à sua energia não é cortada!...ou tô enganado sobre isso!?
    Alguém que entende do assunto, me tire essa dúvida.

    ResponderExcluir
  3. Por gentileza, alguém especializado me explica a causa da morte da idosa pela ausência de energia elétrica? Ela estava ligada a aparelhos elétricos, etc? A reportagem transcreve o discurso recheado de populismo e nada mais. Como é que pode alguém ser criminalizado por ter cumprido a lei? Nós precisamos decidir o que queremos. Na lei é assentado que "porteira que passa um boi, passa uma boiada". O caso da idosa, constatada a gravidade, seria de responsabilidade dos órgãos governamentais de assistência social e saúde, municipal ou estadual. Não foram informados? Então, a família é responsável, ou quem a acompanhava ou tinha a obrigação de informar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fala isso porque nao foi tua mae,se fosse,seu discursinho de meia tijela seria diferente

      Excluir
    2. Concordo plenamente com você
      Sei que tem mais gente com o mesmo pensamento

      Excluir
  4. sera que esses caras ja esqueceram o exemplo no ano passado?que dois levaram foi bala no meio dos peitos.
    Sem querer generalizar,mais a maioria desses servidores da antiga cemar e da equaltorial sao despreparados,se acham o dono da razao,pensao que estao acima de todos,precisam é de um corretivo e um curso de relaçoes humanas.

    ResponderExcluir
  5. Meu amor ela não estava ligada a aparelos elétricos, ela necessitava de aparelhos que só funcionava a energia

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA