Compartilhe essa Notícia:


Nos últimos dias, compreendendo as leituras desde quinta-feira (26), em que atingiu seu patamar máximo deste ano, com 8,84 metros, o nível do Rio Mearim vem baixando sensivelmente, e aos poucos trazendo um certo alívio à população e às autoridades, tendo na aferição desta terça-feira, 8,43 metros, com 41 centímetros a menos desde a última alta.

Pelo último levantamento de famílias fora de suas casas, fechado na noite desta segunda-feira (30), são 261 desabrigadas; 366 desalojadas; 12 deslocadas para casas de parentes em outros municípios; 73 ilhadas; 121 isoladas, perfazendo um total de 833 famílias e 2.774 pessoas atingidas pelas cheias do Rio Mearim em 2020.

Desde o início das cheias, nas altas e baixas do Rio Mearim, nunca faltou o braço do poder público fortalecendo as ações de ajuda aos atingidos. A Equipe de Emergência para as Enchentes de Pedreiras, grupo criado na Gestão Honra e Trabalho, composto por servidores municipais e que vem atuando nos últimos anos, conjuntamente com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Tiro de Guerra (Exército), vem realizando todo o trabalho de mudanças, realocação de famílias, assistência e saúde, com apoio do Governo do Maranhão e de parceiros, como Sabão Princesa e Loja Novo Mundo, além da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) e outros.


São cestas básicas, quentinhas, leite, pães, colchões, colchonetes e travesseiros, material de limpeza, medicamentos e outros itens, distribuídos às famílias, atendendo assim suas necessidades básicas. “Temos que dar o mínimo de conforto a quem está vivendo momentos difíceis como esse”, frisa o prefeito Antônio França.

Todos os dias, centenas de homens e mulheres se aventuram em barcos, nos caminhões ou mesmo fazendo travessias a pé, dentro da água, correndo riscos, para levar a mão amiga a quem está precisando. Assim tem sido o cotidiano das equipes, com o acompanhamento de perto do gestor Antônio França, incansável nas ações junto ao povo.

Diante de tantas adversidades, a solidariedade tem sido o ponto de partida dos acontecimentos em Pedreiras. O medo da pandemia da Covid-19 parece ter dado novo fôlego a quem está na linha de frente desta batalha, pois ninguém arredou o pé, ninguém se recolheu, mesmo sob os riscos.








































Assecom - Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Pedreiras
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA