Compartilhe essa Notícia:


Durante uma coletiva de imprensa, realizada nesta sexta-feira (03), o Governador do Maranhão, Flávio Dino, anunciou um novo decreto, que prorroga até o dia 12 de abril a suspensão de atividades comerciais não essenciais, bem como a suspensão de aulas das redes pública e privada de ensino até o dia 26 de abril.

O novo decreto, contudo, abre algumas brechas para a abertura de alguns segmentos específicos do comércio. Está liberado para a indústria em geral, por exemplo:

A fabricação e comercialização de materiais de construção, incluídos os home-centers, bem como os serviços de construção civil, serviços de fabricação, distribuição e comercialização de produtos óticos. 

As atividades das empresas do segmento de controle de vetores e pragas urbanas, assim como atividades internas das instituições de ensino visando à preparação de aulas para transmissão via internet. Outra atividade permitida foi o recebimento e processamento de pagamentos a empresas comerciais que trabalham em sistema de carnes. 

São assegurados também o funcionamento dos serviços e o desenvolvimento de atividades ainda que eventualmente localizados em shoppings centers.

Porém, apesar de tais ensejos, ainda é de extrema necessidade os procedimentos de higienização e protocolos de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias, tais como: 

- Distância de segurança entre as pessoas; 
- Uso de equipamentos de proteção individual, podendo ser máscaras laváveis ou descartáveis; 
- Higienização frequente das superfícies; 
- Disponibilização aos funcionários e aos clientes de álcool em gel e/ou água e sabão. 

Confira o Decreto completo:





⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

1 Comentários

  1. Por que no libera as feiras. mano só comércio tá quase todo aberto. E nós feirante como fica. As feiras no passam de meiio dia . Libera essa feiras dino esse corona no vai pra lugar nem um não. Aqui no Maranhão graças há Deus só deu um obto e só vai ser esse em nome de jesus.

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA