Compartilhe essa Notícia:

Apesar da propaganda do governador do Maranhão, boletim da SES mostra que não há novos leitos de UTI e nem leitos clínicos na capital, desde o dia 23. No interior, o último acréscimo foi dia 20.

Apesar do governador Flávio Dino (PCdoB) ter utilizado as redes sociais para divulgar, com fotos, a disponibilização de mais de 100 novos leitos exclusivos para Covid-19 em São Luís, no boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria de Estado da Saúde), esses leitos, simplesmente, não existem.

Levantamento do ATUAL7 no balanço da pasta mostra que a última ampliação oficial na rede pública na capital ocorreu no dia 23 de abril, quando o total de leitos de UTI exclusivos para tratamento de pessoas infectadas pelo novo coronavírus aumentou de 107 para 112; e leitos clínicos de 235 para 267, quantidade que permanece inalterada desde então, segundo o boletim atualizado até as 19 horas dessa terça-feira 28.



Nas redes sociais de Flávio Dino, porém, houve o acréscimo de 102 leitos na capital nesse período. Foram duas publicações do governador, informando sobre a abertura de novos leitos –uma, inclusive, sobre inauguração das instalações em um dos hospitais privados alugados pela SES.

“Neste sábado abrimos mais 76 leitos clínicos em São Luís, no Hospital Real. Enfatizo a URGÊNCIA de que todos se protejam, ficando em casa, bem como usando máscaras quando sair for inevitável”, publicou o comunista no Facebook, no último dia 25.


“Mais 26 leitos disponíveis nesta terça-feira. Esses ficam na área Itaqui-Bacanga e servirão de apoio à UPA e à Unidade Mista. O prédio é da Prefeitura de São Luís e foi cedido ao Governo do Maranhão que fez reformas e equipou”, publicou na mesma rede social, 48 horas depois, no dia 27.


Apesar de, nas redes sociais do governador, ter havido a disponibilização de novos leitos em São Luís, como não houve acréscimo algum nos leitos reais registrados no boletim da SES, com a explosão de novos casos positivos de Covid-19 em São Luís, ontem, a ocupação nos leitos de UTI na rede pública chegou a 100%; e a de leitos clínicos a 63,67%.

Nem mesmo se Flávio Dino houvesse confundido o município de instalação esses novos leitos passariam a existir fora das redes sociais do governador, já que, desde o último dia 20, não há acréscimo de leitos no interior, tanto de UTI (81) quanto clínicos (168).


Devido à falta de leitos na capital com respirador, antes mesmo da SES registrar, oficialmente, a ocupação total de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 na cidade, no último sábado 25, um paciente morreu na UPA da Cidade Operária, após aguardar quatro dias por transferência e não mais resistir.

Questionado pelo ATUAL7, sobre onde estão os leitos divulgados por Flávio Dino nas redes sociais, a SECAP (Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos) e a SES não retornaram o contato. Também foi perguntado, mas não respondido pelo Governo do Maranhão, como foi feita a distribuição dos 107 respiradores comprados da China há mais de duas semanas, já que, até o momento, não foram inaugurados 107 novos leitos de UTI para Covid-19 no Maranhão.

Fonte: Atual7
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

3 Comentários

  1. Sera se o Flavio Dino tá mentindo igual o Bosonaro kkkk tão de brincadeira

    ResponderExcluir
  2. Os gados são perseguidores.
    Obrigado FLÁVIO DINO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses mortadelas☝ estão brincando com a nossa cara. Depois do condenado de 9 dedos saquear as estatais brasileiras ainda querem ter moral. Rapaz isso só pode piada de mau gosto.

      Excluir

Informe da ALEMA