Compartilhe essa Notícia:

A emenda constitucional aprovada permite a separação dos gastos do Orçamento Geral da União para combater o coronavírus 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (5), em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição 10/20, a chamada PEC do Orçamento de Guerra. A medida permite que o governo federal separe os gastos realizados para o combate à pandemia de Covid-19 do Orçamento Geral da União, sem exigências com a “regra de ouro”.

Segundo o texto, também poderão ser adotados processos simplificados para compras e para contratação de obras, serviços e pessoal temporário, relacionados exclusivamente ao enfrentamento da situação de calamidade pública. A expectativa é de que a votação final ocorra ainda esta semana, para que a PEC possa ser promulgada.

Para o deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), a aprovação é de extrema importância. “A PEC dá as condições para que o governo trate de forma diferente os gastos no combate ao novo coronavírus”, afirma. Ele lembra: “O Orçamento de Guerra é fruto de uma iniciativa do presidente Rodrigo Maia. Na Câmara, seguimos priorizando ações para salvar vidas, proteger os brasileiros e, posteriormente, recuperar a economia”.
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

5 Comentários

  1. Só blábláblá trabalhar pelo povo já mais só interesse proprio

    ResponderExcluir
  2. Esse dinheiro, tem que vim direto pros BANCOS. Se passar pela mãos dos DEPUTADOS E SENADORES, não vai sobrar 10% para o povo. Oh corja de gente ruim, quando vocês morrerem terão que prestar conta, tintim por tintim!

    ResponderExcluir
  3. Esse juscelino é o famosão do DEM de Maia que defende 2 bi do FUNDÃO para propaganda eleitoral deles e não pra SAUDE da população nesse momento. Vem Juscelino pra pedir voto no médio mearim como sempre fazia.

    ResponderExcluir
  4. Vocês, DEPUTADOS, querem é quebrar o país, e comprar votos , haja vista está aproximando_se às ELEIÇÕES. Se querem ajudar, porque não prorrogam essas ELEIÇÕES QUE IRÃO ACONTECER NO FINAL DO ANO, e, Melhor , doam esse FUNDO PARTIDÁRIO, um absurdo, para gastar com A SAUDE, também parte dos SALÁRIOS de vocês, que é mais ABSURDO AINDA. Vocês têm o mínimo de carinho PELO POVO, infelizmente nosso Brasil ainda existem pobres, não só de NECESSIDADES, COMO DE INTELIGÊNCIA, MESMO !

    ResponderExcluir
  5. Esse Rodrigo Maia , é um dos piores PICARRETAS DO PAÍS. Vive tentando dar o GOLPE EM BOLSONARO!

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA