Compartilhe essa Notícia:


O prefeito de Pedreiras, Antônio França, concedeu uma entrevista ao blogueiro Sandro Vagner, nesta quinta-feira (21), em resposta a um ofício enviado ao seu gabinete pelos representantes da ACIAP, CDL e SINDLOJAS, no qual a classe empresária de Pedreiras solicitava a abertura gradual do comércio.

França falou sobre alguns assuntos, inclusive um novo Decreto Municipal que deverá ser lançado nesta sexta-feira (22), com validade a partir da próxima segunda-feira, dia 25.

O prefeito informou que está analisando, junto à sua equipe técnica, a situação do atual cenário da cidade em relação ao avanço da Covid-19. “Estamos avaliando toda a situação hospitalar, nos postos de saúde e como está fluindo nesse momento a questão do atendimento aos pacientes que estão internados. Esse fluxo de pessoas é um norte para que nós possamos tomar alguma decisão”, pontuou o prefeito.

O gestor afirmou que, desde o começo das medidas restritivas por conta da pandemia do novo coronavírus, sempre esteve atento para ouvir as necessidades dos comerciantes, inclusive da Associação dos Camelôs do Beco do Paraíba que também já se manifestou, solicitando a abertura do comércio.

Para o prefeito, o principal responsável das aglomerações vistas em Pedreiras se deve, sobretudo, ao fluxo nas agências bancárias da cidade, ao contrário do que acreditava-se inicialmente que que ocasionada pela movimentação no centro comercial. "Pedreiras é um município pólo e com certeza muitos outros municípios trouxeram a doença, assim como também levaram, principalmente, pra municípios pequenos, por conta desse trânsito de pessoas de um lado pra outro. Então eu creio que o maior problema que tivemos aqui em Pedreiras, não foi o comércio, tenho certeza que não foi, o problema foi a questão dos bancos", afirmou o gestor.

Antônio França disse que, apesar de sua vontade em liberar o comércio de Pedreiras, tal atitude deve ser feita com bastante cuidado, sendo analisado o possível comportamento do fluxo de pessoas, uma que a reabertura das lojas poderia atrair pessoas das cidades circunvizinhas.

"A reabertura do comércio pode trazer mais pessoas para a nossa cidade, mas de acordo com o documento que eles [empresários] apresentaram, eles sempre cumpriram com a situação de providenciar a  devida higienização e mantendo a organização, com isso, podemos estar avaliando a decisão a ser tomada." Ressaltou o prefeito.

Ele citou implementação de ações no âmbito municipal que foram determinantes para um resultado positivo no combate à pandemia, como por exemplo, a tenda em frente a agência da Caixa Econômica Federal que serviu para diminuir aglomerações nas agências bancárias. Ele ainda comentou a importância da colaboração da população no processo de retomada da normalidade do cotidiano. 

"É importante que a população tenha a consciência, que, cada um fazendo a sua parte, podemos sim, aos poucos, voltar à vida normal. Percebo, graça a Deus, que essa semana as coisas melhoraram, e nesses dois últimos dias não tivemos óbitos em nosso Município, as internações ficaram equilibradas e as pessoas estão tomando consciência, e creio que dar pra gente, em pouco tempo, estarmos mais tranquilos quanto ao que está acontecendo."

Questionado se, entre outras medidas, o novo Decreto poderia determinar a proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas, como visto em outros municípios, o gestor não descartou a possibilidade, "tudo depende de uma análise do cenário municipal" e que isso está sendo discutido com sua equipe técnica.

Antônio França também frisou que as equipes de saúde do município estão sendo aprimoradas todos os dias, pois a luta contra o coronavírus não para. "Foi uma semana bem diferente da semana passada, onde esses dois dias não tivemos internações, apenas nas residências onde estamos trabalhando com a equipe de Home Care, que ainda está em aperfeiçoamento. Esse trabalho, de certa forma, graças a Deus a gente tá aprimorando e está dando certo, creio que foi um dos grandes avanços em nosso atendimento", disse.

Por fim, o prefeito de Pedreiras deixou sua mensagem ao concidadãos, deixando claro que mesmo com as medidas de prevenção e ações promovidas pelo poder executivo municipal, é importante que as pessoas se previnam e sigam todas as recomendações das autoridades de saúde. "Fica nossa mensagem para que as pessoas tenham consciência, que não adianta ter polícia na rua, vigilância sanitária, prefeito baixando Decreto, governador fechando cidade, enfim, quem tem que tomar as providências somos nós mesmos, cada um tomar de conta de sua própria vida, para que assim nós possamos estar vencendo essa batalha."

Com informações Sandro Vagner

Saiba mais:

100 empresários assinam documento solicitando ao prefeito de Pedreiras a reabertura imediata do comércio não essencial
⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

8 Comentários

  1. Tomara. pois já está insustentável essa situação. Vamos abrir com fé em Deus, mas vamos ser bem rigorosos com os cuidados necessários para com não criar aglomerações.

    ResponderExcluir
  2. Com ou sem comercio aberto a covid-19 ta se alastrando em Pedreiras, por mim pode abrir até os cabarés, quem for duro que viva, e quem for mole que fique em casa ou se phoda.

    ResponderExcluir
  3. Se não tem mortes pela covid-19 a situação está sob controle,e isso?!?!

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkkkkkk a corda já apertou com o prefeito mais de 300 casos e ele ainda vai abrir mais o comércio , só se for pra vender máscaras

    ResponderExcluir
  5. Abre, Abre se não empresários riquinhos de Pedreiras, vão morrer de fome.

    ResponderExcluir
  6. Vejo a preocupação dos comerciantes, apenas nos lucros, ele não ficam na linha de frente pra atender os clientes, os funcionários estão ali pra se arriscarem, botar a sua própria vida em risco, pois o funcionário ele pode substituir, a vida sem importância, pois é assim que funciona, vidas,vidas,vidas,meras vidas sem importância pra esses comerciantes.

    ResponderExcluir
  7. Apenas um desabafo carlinhos imagina só uma coisa nao to falando de A nem B mas te digo uma se todo esse dinheiro que vem do gas para pedreiras e demais regiões se tivessem sido investido em hospitais bem preparados com uti muito dos nossos conterrâneos entes queridos poderiam ter tido a chance de lutar contra esse virus de uma maneira mais digna poderiam morrer sim pq ninguem ta livre mas pelo menos tentariam ai te digo se todos esses desvios de dinheiro publico se esse dinheiro estaria agora sendo usado de maneira certa entao pra concluir so queria disser para os politicos que ja estiveram e os que tao no poder agora sintam se respnsabilizados por tantas mortes vcs vao carregar se tiverem consciencia esse fardo nas costas pq vcs tem responsabilidade por cada uma .obrigado pelo espaço

    ResponderExcluir
  8. Vamos triplicar o número de mortos

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA