Compartilhe essa Notícia:


Teve ou não teve bate-boca entre os dois por causa de Rodrigo Assaiante?

Alexandre Assaiante e Klebinho Branco se estranharam hoje na Rádio ?

Na manhã desta terça-feira, dia 21, a bancada da Rádio FM Cidade de Pedreiras, Programa Tribuna 101, recebeu Alexandre Assaiante, pré-candidato a prefeito de Pedreiras pelo Partido dos Trabalhadores. A entrevista foi mais um momento oportuno para o jovem advogado apresentar suas propostas de governo para a grande audiência da emissora, sediada na cidade de Pedreiras.

Nos vídeos postados no final desta matéria, os leitores do nosso blog poderão assistir a íntegra da interessante entrevista. Alexandre Assaiante abordou seus planos e fez críticas à gestão do atual prefeito.

“Apesar de eu ter aprendido muita coisa com Antônio França, principalmente sobre o que não fazer como gestor, não acredito mais no discurso dele. Então, se me perguntarem: "Alexandre Assaiante, você apoiaria Antônio França como gestor?", em hipótese alguma eu faria isso”, disse Alexandre Assiante.


Veja no vídeo 

Nesse momento, Klebinho Branco, um dos entrevistadores, lembrou que Rodrigo Assaiante, irmão do pré-candidato a prefeito, faz parte do governo do prefeito Antônio França. Rodrigo Assaiante é secretário municipal de Trânsito e Segurança de Pedreiras. Alexandre forneceu algumas respostas visivelmente constrangido, mas como o entrevistador insistia na questão, falando em divisão na família do petista ou sobre a suposta candidatura laranja para dividir os votos da oposição e fortalecer a reeleição do prefeito, Assaiante começou a responder a altura. A discussão ficou tensa, espinhosa, todavia, em momento algum, o debate baixou o nível. Essa parte foi eletrizante. Veja.

Klebinho Branco - Como é que você explica a permanência do seu irmão dando apoio ao prefeito já que ele é secretário?

Alexandre - Meu irmão não está dando apoio ao prefeito, ele foi indicado pela CDL, que é a maior força política da cidade. Mas ele está lá prestando serviço técnico. Ele está lá não por mim, pois não pedi emprego para ele, Rodrigo está lá, porque a maior força política da cidade o indicou. Isso é simples de entender

Klebinho Branco - Você quer dizer então que a Associação Comercial de Pedreiras hoje é parceira do município?

Alexandre - Eu não sei se é parceira, ou qual foi o acordo que o prefeito fez com a CDL, fato é que o Rodrigo está lá por indicação dessa entidade. Então, eu não tenho parte nisso, sou pré-candidato a prefeito de Pedreiras, faço oposição ao prefeito e meu irmão presta serviço de excelência, com respaldo social. O que eu posso fazer? Sigo minha carreira e Rodrigo segue a dele. Se ele tiver que se resolver, ele se resolve com a CDL e com o prefeito.

Klebinho Branco - Interessante isso, porque a gente nota que há então uma divergência familiar.

Alexandre - Não é divergência! Ele presta um serviço...

Klebinho Branco - [interrompe a fala] me desculpe Alexandre, é que não tem como desvincular, sinceramente. Eu tenho 51 anos de idade e te digo que não há como desvincular se um parente meu está sendo secretário, já que ele não está lá obrigado por ninguém.

Alexandre - Na tua rádio, você só recebe aliados?

Klebinho Branco - É totalmente diferente!

Alexandre - É totalmente diferente nada, você está aqui prestando um serviço. Da mesma forma meu irmão está desenvolvendo o dele, não há vinculação.

Klebinho Branco - Mas estamos falando de um aval

Alexandre - Não existe aval, Klebinho...

Klebinho Branco - Lógico que existe!

Alexandre - Então você está me avalizando como pré-candidato a prefeito de Pedreiras..

Klebinho Branco - Estou te avalizando sim... você tem o aval do partido

Alexandre - Então você está me apoiando? Espero que você me apoie [risos].

Klebinho Branco - Você acha que com essa explicação vai desvincular a questão? Primeiro, que você é remanescente do grupo de apoio do atual prefeito, chegou a declarar que hoje acha ele incompetente.  Você saiu do grupo dele, mas seu irmão ficou.

Alexandre - Ele entrou depois (que eu sai)!

Klebinho Branco - [...] além dessa questão, todo mundo sabe que no jogo político quem tá no poder, quanto mais dividir, mais facilita. Você já foi taxado de candidato laranja da administração publica. Então, como fica essa história?

Alexandre - Minha consciência está tranquila e afirmo novamente: "sou oposição ao Antônio França". Meu irmão está no governo não como irmão, mas como técnico escolhido pela CDL.

Klebinho Branco - Mas ele não está lá obrigado, não é?

Alexandre - Ele não está lá obrigado. Eu não tenho dúvidas de que o Rodrigo está la não por pedido político, mas por competência, porque se ele não fosse bom o Antônio França teria colocado ele para fora. É tudo muito simples, não tem porque rodear. O Rodrigo é meu irmão e eu sou pré-candidato a prefeito de oposição, pronto.

Klebinho Branco - Você acha mesmo que isso não causa mal estar?

Alexandre - Para mim não. Se causa para quem está ouvindo ai não é responsabilidade minha. Meu irmão  está muito tranquilo fazendo o serviço dele. Eu desafio qualquer pessoa a provar que o Rodrigo está fazendo política lá dentro, tanto em benefício a mim quanto ao gestor. Ele só está fazendo o trabalho dele como você faz o seu.

Klebinho Branco - Isso é a mesma coisa de dizer que o Antônio França, por mais que tenha defeitos, é um cara democrático. E a afirmação montada de que "muito não se faz por conta do próprio prefeito, que tem a palavra final" faz menos sentido porque seu irmão está lá, diferente de todo o restante

Alexandre - Democrático não sei. Se o Antônio quiser comprar uma briga sobre meu irmão, que não seja comigo, mas com a CDL que o colocou lá. Repito, não tenho nenhuma parte política com a escolha que colocou o Rodrigo Assaiante lá. Se eu tivesse pedido ao Antônio: "Por favor, arrume um cargo para meu irmão", eu deveria favor para ele, mas não devo favor em absolutamente nada. Rodrigo está lá apenas prestando um serviço, e eu estou aqui fazendo minha missão, defendendo o projeto que quero para Pedreiras

Klebinho Branco - Você já fez esse questionamento para o seu irão? Qual palanque ele vai subir? [RISOS]

Rodrigo Assaiante, o irmão é pré-candidato a prefeito de oposição e ele segue como secretário municipal do governo do prefeito Antônio França

Alexandre - Calma, Klebinho, daqui para frente ainda tem muito chão. O que quero responder é que Rodrigo é um homem bom, que tenho amor e é meu sangue. Se isso te responde alguma coisa, o tempo esclarecerá.



Entrevista completa no Instagram de Alexandre Assaiante 




⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

15 Comentários

  1. Sim. E o Rodrigo é técnico de que mesmo 🤔🤔🤔🤔🤔

    ResponderExcluir
  2. Atenção governo do Maranhão, Sr secretário de infra estrutura , DNIT ou alguma autoridade competente. Que tome rápido uma atitude sobre o que tão fazendo. Na estrada de Paulo ramos há lago da pedra, se não bastasse os grandes açude que já tem, agora tão fazendo uma verdadeira barragem bem em cima da estrada, tão fazendo há parede, do açude no tem nem mais acostamento, nas primeiras chuvas só jesus na causa pra lá vai ficar um mar de lama q no passará nimguem nem carro nem caminhão e quem vai sofre,l com isso e o povo. Q nimguem fala e nem uma autoridade faz nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade passei la hj. Quando chover nem jumento passa

      Excluir
  3. O negócio é muito simples: Klebinho quis constranger Alexandre e acabou sendo engolido por ele. O "Menino" tem muito respaldo político... A disputa vai ser boa e se duvidar, ele ainda vai assumir a caneta e como Gestor, não como "dona de casa".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora ai voce disse uma verdade esse rapaz ENGOLI bem mesmo...

      Excluir
  4. Esse Klebinho fez um rodeio e tomou pau. É uma coisa nada a ver com a outra a história do irmão do Assaiante e todo mundo sabe

    ResponderExcluir
  5. Processado por ter recebido salário de forma irregular e defendendo Lula um corrupto condenado em dois tribunais e seu partido cujos quadros deve ter o maior número de lideranças presas ou envolvidos em casos de corrupção. Dá para votar nesse rapaz? Eu não voto.

    ResponderExcluir
  6. Alexandre Assaiante deveria começar como gerador, daí veríamos o comportamento dele no legislativo. Como prefeito, não é o momento!! Não terá chance!!

    ResponderExcluir
  7. Jamais votaria nesse partido e nesse Alixandre apoia o maior ladrão de todos os tempos.Lula aff!!

    ResponderExcluir
  8. As vezes tem certos comentários que não se pode levar a sério, o cara chama Lula de corrupto e vota no Bolsonaro, assim não dar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lula tem 3 mil paginas de processo contra ele, Bolsonaro nenhuma, nem a Globo conseguiu provar nada e não venha com asneira de filho, presidente e o Bolsonaro e não o filho dele.

      Excluir
  9. Esse Assaiante vai dar trabalho, para os candidatos adversários, infelizmente em Pedreiras tem um grupo politico muito forte que sabe transformar dinheiro em voto.

    ResponderExcluir
  10. Estou com vc Alexandre Assaiante

    ResponderExcluir
  11. Não ouvir a entrevista. Logo q começou desliguei achei insuportável esse Alexandre

    ResponderExcluir

Informe da ALEMA