Compartilhe essa Notícia:



O atual pré-candidato a prefeito pela oposição de Marajá do Sena, Edvan Costa está sendo um alvo de um inquérito criminal.



Documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira ( reveja aqui ) mostra que a Promotoria de Paulo Ramos instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC-MP) contra o ex-gestor.

A motivação da investigação teria sido irregularidades na dispensa de licitação realizada à época que Manoel Edvan era prefeito em Marajá do Sena.

O procedimento está a cargo do promotor de justiça, Rodrigo Freire Wiltshire de Carvalho.

Em 2018, o Ministério Público pediu à Justiça a decretação da indisponibilidade de bens e valores do ex-prefeito. Ele foi acionado por omitir receita de R$ 203.528,47 na prestação de contas do ano de 2009 ao Tribunal de Contas do Estado.

Nos acórdãos do TCE, as contas do ex-gestor foram julgadas irregulares em razão da prática de atos de gestão ilegal, ilegítima ou antieconômica, além de infração à norma legal ou regulamentar de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional ou patrimonial.

Edvan Costa é pré-candidato a prefeito de Marajá do Sena nestas eleições pela oposição.

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA