Compartilhe essa Notícia:

Ao todo, as operações somam 70 presos, 8 armas de fogo, drogas e R$ 215 mil, além de veículos e bens

SSP apresenta resultados de operações policiais no Maranhão. Foto: Walber Oliveira/ O Imparcial Online.

Na tarde da segunda-feira (28), a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP MA) apresentou os resultados das operações policiais realizadas nos últimos dias no Maranhão. Estas operações têm o objetivo de combater as facções criminosas e reprimir os crimes que estão ocorrendo na região.

De acordo com o Secretário de Segurança Pública,  Jefferson Portela, houve uma coincidência de mortes no dia 24, quinta-feira. Das 11 mortes registradas na capital maranhense, 4 eram foram relacionadas a confronto de facções criminosas, sendo as outras 7  mortes causadas por motivos interpessoais. Ao total, desde o dia 18 foram 15 homicídios registrados, sendo 7 deles provenientes de confronto de facções.

Ainda segundo o Secretário, a coincidência dos homicídios gerou pânico na cidade, cuja interpretação dos cidadãos foi de que todas as mortes registradas tinham relação com confrontos de facções.

De acordo com o Delegado Geral da Polícia Civil, Armando Pacheco, apesar das mortes, é um número considerado “previsto” dentre as estatísticas sobre facções. Ao todo, as operações somam 70 presos, 8 armas de fogo, drogas e R$ 215 mil, além de veículos e bens.

Com os recentes e frequentes casos de crimes, a Polícia Civil, juntamente com a Polícia Militar, promoveu operações integradas no Maranhão. De acordo com o Comandante da Polícia Militar, Coronel Pedro Ribeiro, as ações da polícia estão sendo otimizadas para diminuir o tempo de resposta ao crime, como exemplo as 9 prisões que ocorreram neste domingo (27), na avenida litorânea, após uma execução entre membros de duas facções.

Operação Ilha Segura

Em razão dos recentes crimes violentos registrados na cidade de São Luís, a Polícia iniciou a Operação Ilha Segura, onde haverá intensa atividade policial, com reforço de profissionais do interior do Maranhão, aluguel de mais veículos para a polícia e atividade voluntária remunerada de policiais em seus dias de folga.

Ainda não há um balanço oficial dos dados da operação recém iniciada no dia 25. O secretário da SSP garantiu que haverá atividade ininterrupta e que a operação não tem data para encerrar até segunda ordem. Junto com a operação, também foi falado sobre as medidas para a segurança nos coletivos, como o policiamento motorizado de motocicletas, barreiras policiais, policiamento em viaturas e intervenções isoladas.

Fonte - O Imparcial

⬇️⬇️ COMENTE AQUI ⬇️⬇️

0 Comentários

Informe da ALEMA